Cidadeverde.com
Cidades

Sasc capacita gestores e cria rede para enfrentar o trabalho escravo no Piauí

Imprimir

Foto: Ascom 

A Secretaria da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc) realizou, na manhã desta quarta-feira (13), a I Capacitação de atores municipais para enfrentamento do trabalho em condição análoga à de escravo, com o tema “O Fluxo nacional de atendimento às vítimas de trabalho escravo no Brasil e no Piauí – Resgate e pós-resgate”.

O evento teve como objetivo capacitar gestores(as) municipais e estaduais e técnicos da assistência social e sociedade civil, para criar uma rede de atendimento às trabalhadoras e trabalhadores resgatados em situação de trabalho em condição análoga à de escravo. A capacitação foi realizada pela superintendência de Direitos Humanos da Sasc, em parceria com o Ministério Público do Trabalho (PT).

Para o secretário da Sasc, José Santana, esse é um momento muito importante tanto para a secretaria como para o Estado. “O fato de todos os órgãos estarem envolvidos nesse processo já é de grande valia, pois mostra o quanto todos estão empenhados em ajudar. Agradeço também a presença de cada um de vocês por estarem aqui em busca de mais conhecimento e oportunidade de levar informação para seus municípios”, comentou.

Assunção Aguiar, gerente de igualdade racial e enfrentamento ao trabalho escravo da Sasc, explica como o trabalho irá se desenvolver. “Este evento abre um cenário importante para o Piauí que é a possibilidade de trabalharmos em rede para o enfrentamento ao trabalho escravo. E isso é importante porque entendemos que é preciso buscar essa parceria do Ministério do Trabalho, juntamente com os municípios, a sociedade civil e o estado. Isso significa que esse trabalhador ou trabalhadora que foi colocado em situação análoga ao trabalho escravo, possa sair dessa condição e ser inserido nas políticas públicas” explica a gerente.

 

Da Redação
[email protected] 

Imprimir