Cidadeverde.com
Esporte

Flamengo vence e elimina Atlético-MG na Copa do Brasil com dois gols de Arrascaeta

Imprimir

Empurrado por quase 70 mil torcedores no Maracanã, o Flamengo fez o que precisava diante do Atlético-MG. Com dois gols de Arrascaeta o Rubro-Negro venceu por 2 a 0 e se classificou para as quartas de final da Copa do Brasil.

Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Como havia perdido por 2 a 1, no Mineirão, a equipe carioca precisa vencer por dois gols de diferença e foi o que conseguiu fazer e sem muito sofrimento.

É verdade que o primeiro gol da noite saiu apenas aos 45 minutos do primeiro tempo, mas o Atlético se mostrou um adversário sem força para suportar a pressão criada pelo Flamengo e o ambiente do Maracanã, que estava um verdadeiro inferno para os atleticanos.

Enquanto a torcida não parava de cantar, o Fla não parava de atacar, e foi assim até conseguir o segundo gol.

Diante de um oponente grogue em campo, o Flamengo soube levar com tranquilidade os minutos finais de jogo. Com um jogador a menos, a após a expulsão de Junior Alonso, o Atlético nem sequer conseguiu lutar por um gol que levaria a decisão da vaga para a disputa de pênaltis.

O Flamengo apresentou um primeiro tempo com muita intensidade, ditando o ritmo de jogo e sem dar espaço para o Atlético-MG. Everton Ribeiro começou inspirado, fazendo boas jogadas no lado direito com Rodinei.

Enquanto isso, o lado esquerdo foi pouco acionado. O Rubro-Negro abriu o placar no fim do primeiro tempo com Arrascaeta!

O Flamengo manteve a intensidade no segundo tempo, administrou o resultado e conseguiu mais um gol aos 18 minutos. David Luiz deixou o gramado com dores e deu lugar a Fabrício Bruno.

Logo depois, Pedro também sentiu, pediu substituição e Marinho entrou. Após a expulsão de Alonso, o Fla teve superioridade e garantiu a vitória.

Com a vantagem de quem venceu o primeiro jogo por 2 a 1, o Atlético adotou uma postura bastante defensiva. A equipe de Turco Mohamed abriu mão de atacar na primeira etapa e só mudou a postura na segunda etapa, após sofrer o primeiro gol de Arrascaeta. 

Mas a tentativa de atacar mais foi em vão, já que o Galo se mostrou um time sem força ofensiva, tanto que o goleiro Santos não teve de fazer uma boa defesa sequer. Para quem defendia o título da Copa do Brasil, o Atlético teve uma atuação que foi covarde no primeiro tempo e inofensiva na etapa final.

OS GOLS

A abertura do placar aconteceu no fim do primeiro tempo. Pedro leva a melhor em dividida com Allan e toca na medida para Arrascaeta. Lembrando a Libertadores em 2019, o uruguaio dá uma carrinho e a bola vai no canto do goleiro Everson.

Na etapa final, aos 19 minutos, o uruguaio balançou a rede mais uma vez. Em uma cobrança de falta, Pedro desviou e o camisa 14 apareceu de peixinho. A bola entrou, mas o lance precisou ser revisado pelo VAR para ser validado.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir