Cidadeverde.com
Esporte

Botafogo volta a perder para o América-MG e está eliminado da Copa do Brasil

Imprimir

Apesar da campanha nas redes sociais com a "La Remontada", o Botafogo não conseguiu avançar na Copa do Brasil, já que voltou a perder para o América-MG nesta quinta-feira, desta vez por 2 a 0, no Engenhão, no Rio, pelo confronto de volta das quartas de final.

Foto - Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo entrou em campo precisando de uma virada épica, já que havia perdido o confronto de ida, por 3 a 0, em Belo Horizonte. Já o América-MG jogou com o regulamento e aproveitou a pressão do adversário para aumentar ainda mais a vantagem e sair de campo com a classificação.

O adversário do América-MG nas quartas de final será definido em sorteio realizado na próxima terça-feira, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Os mineiros também garantiram premiação de R$ 3,9 milhões.

Com bola rolando, o Botafogo começou em ritmo acelerado e criou oportunidades de gol. A melhor delas aos nove minutos, quando Lucas Fernandes recebeu na entrada da área e finalizou forte, obrigando o goleiro Matheus Cavichioli buscar no ângulo esquerdo

O América-MG foi muito mais cauteloso, mas eficiente com a bola nos pés. Aos 14, Juninho cruzou da direita e Henrique Almeida cabeceou para ótima defesa de Gatito. Contudo, aos 21 minutos não teve jeito, quando Almeida chutou cruzado e Felipe Azevedo completou para as redes.

Com o placar agregado em 4 a 0 para o América-MG, o Botafogo se mostrou nervoso e tirou a paciência do seu torcedor nas arquibancadas. Melhor para os mineiros, que seguiram apostando nos contra-ataques e poderiam ter ampliado a vantagem se não fossem boas defesas de Gatito Fernández.

No segundo tempo, o nervoso Botafogo chegou a empatar a partida aos 13 minutos, quando Erison foi lançado, deu um chapéu no goleiro Cavichioli e mandou para as redes, porém, o lance foi revisado e anulado pela arbitragem, pois o atacante estava em posição irregular.

Assim como na etapa inicial, o América-MG foi efetivo quando teve a bola nos pés e ampliou o marcador aos 16, com Matheusinho puxando contra-ataque pela direita e tocando para Pedrinho. O jovem atacante finalizou da entrada da área e acertou o canto de Gatito.

O segundo gol do América-MG praticamente liquidou o confronto, que ficou menos interessante até o apito final. O América-MG não abandonou sua postura defensiva, enquanto o Botafogo seguiu no ataque como superação, apesar da falta de inspiração para reverter o caótico cenário.

Nos minutos finais, o clima no Engenhão ficou bastante carregado, já que os torcedores não pouparam vaias e xingamentos ao cabisbaixo técnico Luís Castro.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir