Cidadeverde.com
Política

João Vicente Claudino oficializa apoio à pré-candidatura de Silvio Mendes

Imprimir

Foto: Renato Andrade/ Cidade Verde

O ex-senador João Vicente Claudino (Podemos) oficializou o apoio ao pré-candidato Silvio Mendes (União Brasil) nesta sexta-feira (15) em um evento na zona Leste de Teresina com a presença de lideranças da oposição. 

JVC revelou que mantinha a vontade de marchar com os pré-candidatos Silvio Mendes e Iracema Portella (Progressistas) desde que os nomes foram postos. No entanto, ficou “amarrado” devido à pré-candidatura de Allessander Mendes (Podemos), que recuou da disputa no último mês. 

“A minha vontade era de muito tempo […] Mas meu partido tinha um pré-candidato ao governo do estado, um professor, uma pessoa de bem, e há 20 dias ele retirou à pré-candidatura e me libertou. Depois daquilo eu e o Silvio conversamos e declarei esse voto”, disse João Vicente Claudino. 

Questionado se poderia declarar apoio também ao pré-candidato ao Senado Joel Rodrigues (Progressistas), João Vicente Claudino negou. Ele afirmou que vai manter-se alinhado ao pré-candidato do Podemos, Fábio Servio. 

Silvio Mendes relembrou que já esteve em campos opostos ao de João Vicente Claudino, assim como também já foram aliados em diferentes eleições. O ex-prefeito de Teresina disse que João Vicente Claudino já foi enganado e que agora teve o discernimento para marchar com a oposição. 

“Tudo tem uma história. Em 2003 fomos aliados e ganhamos as eleições em Teresina, essa vitória se repetiu em 2008, e depois fomos adversários, como também fui do Ciro, mas de forma respeitosa, em nossa relação pessoal nunca houve arranhão nenhum e permite que a gente retome essa relação de forma transparente. Não nos envergonhamos em nada e nada impede que o João Vicente reflita e volte para a oposição, ele que foi enganado tantas vezes. Um dia a verdade chega”, afirmou Silvio Mendes. 

Estiveram presentes também ministro Ciro Nogueira (Progressistas) que articulou a aliança comemorou a adesão, além do senador Elmano Ferrer (Progressistas) e Iracema Portella. 

 

Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir