Cidadeverde.com
Entretenimento

Datena volta ao programa e revela que sentiu medo de morrer de Covid

Imprimir

Foto: Divulgação/Band

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Recuperado da Covid-19, José Luiz Datena retornou ao comando do programa Brasil Urgente, na Band, nesta segunda-feira (18). O apresentador revelou que, durante o período que ficou internado no Sírio-Libanês, São Paulo, pensou que morreria da doença. Ele contou que passou muito mal.

"Pelo menos em dois dias senti que não ia passar por essa daí, foi uma paulada violenta. Já tive tumor no pâncreas, seis stents colocados, um infarto, problema sério de diabetes altíssimo. Mas, de todas as doenças que enfrentei, que foram doenças graves, essa foi a que senti que talvez não sobrevivesse. Achei, que o sino tinha tocado para mim, fiquei muito mal", assumiu o apresentador.

Datena lembrou para Catia Fonseca que levou um susto quando soube do diagnóstico positivo para doença e que chegou a alertar as pessoas sobre a manutenção dos cuidados contra o coronavírus. "Comadre, dessa vez, a coisa foi feia, a trombada foi feia. Há muito tempo já vinha alertando as pessoas que essa história do Covid não tinha acabado. A gente abriu a guarda muito cedo. Temos que continuar usando máscara, fiz isso, e olha que eu já tenho quatro doses de vacina", observou jornalista.

A apresentadora do Melhor da Tarde revelou para Datena que acompanhou a recuperação do colega de emissora através de notícias que Matilde, mulher do jornalista, passava para os mais próximos: "Teve um dia que ela falou: 'Ah, Datena hoje está piorzinho. Ele tem muita dor no corpo, dor de garganta, a cabeça dói muito'", destacou ela.

"O que mais pegou foi o excesso de catarro, excesso de saliva e dor de garganta infernal. Quando a salivação aumenta, você nem percebe, produz e desce. Só que, com a garganta doendo, você sufoca com a saliva. Foram dois dias ruins", comentou Datena, que pouco antes de ser internado por causa da Covid, tinha desistido de concorrer ao Senado pelo PSC-SP.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir