Cidadeverde.com
Cidades

Acusado de matar desafeto durante jogo de dominó é condenado a 16 anos no Piauí

Imprimir

Foto: Divulgação / TJPI

O Tribunal do Júri, da comarca de Fronteiras, condenou Genildo de Oliveira Santos, 29 anos, a mais de 16 anos de prisão pelo homicídio contra Luís João de Paiva, 49 anos, praticado em 2014 durante um jogo de dominó na região de Alegrete do Piauí, a 389 km de Teresina. 

O Conselho de Sentença entendeu que o réu se utilizou de recurso que dificultou a defesa, considerando que Luís João se encontrava em frente de sua residência, sentado em uma cadeira, desarmado e foi atingido pelas costas, pego de surpresa, impossibilitando-o de esboçar qualquer reação de defesa.

Em sua sentença, o magistrado fixou o regime inicial fechado para cumprimento da pena privativa de liberdade pelo réu. 

“Ressalte-se que o crime aqui tratado é análogo aos hediondos (…) de modo que a progressão de regime e demais circunstâncias relativas à execução penal devem ser tratadas de acordo com as disposições legais específicas”, diz trecho da sentença.

Crime

O crime aconteceu no dia 9 de abril de 2014, por volta das 20h. A vítima se encontrava sentada em frente a sua casa, olhando os vizinhos jogarem dominó, quando Genildo se aproximou e desferiu uma facada nas costas da vítima. 

Luís João chegou a ser socorrido para um hospital em Picos e de lá foi transferido para o Hospital de Urgência de Teresina. Ficou internado até o dia 21 de abril, quando recebeu alta. Sete dias após a alta, acabou falecendo e a morte foi causada diretamente pelas lesões de arma branca. 


Nataniel Lima
(Com informações do TJPI)
[email protected] 

Imprimir