Cidadeverde.com
Últimas

Heráclito: barragem prevista há 20 anos teria evitado enchente

Imprimir
Geraldo Magela/Agência Senado
 
O senador Heráclito Fortes (DEM-PI) afirmou, em discurso nesta quinta-feira (7), que a construção da Barragem do Castelo, no Rio Poti, prevista há mais de 20 anos, poderia ter diminuído ou até evitado as enchentes que estão afetam Teresina e outras cidades. Ele informou que a obra foi licitada há duas décadas, mas o projeto "está engavetado até hoje".
 
Heráclito recomendou que o governador do Piauí, Wellington Dias, leve em consideração a afirmação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que "dinheiro não é problema" e apresente o projeto da Barragem do Castelo aos ministérios competentes, reivindicando sua construção.
 
"Não é a primeira vez que peço a construção desta barragem. Aliás, ela será construída em um cânion, o que reduzirá os custos e permitirá o represamento de muita água. O curioso é que o Rio Poti não é nem navegável em boa parte do ano, mas bastam chuvas fortes em suas cabeceiras, no estado do Ceará, para que ocorram as enchentes", explicou Heráclito Fortes.
 
O senador agradeceu aos governadores de São Paulo, José Serra, e de Minas Gerais, Aécio Neves, e ao prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, pela ajuda que vêm dando aos flagelados do Piauí. Ele agradeceu também ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, por ter designado as áreas de transportes dos Comandos militares para levar doações ao Piauí.
 
"Em Brasília, estou fazendo muito mais pelos flagelados do que se estivesse no Piauí", disse.
 
Em aparte, outro senador pelo Piauí, Mão Santa (PMDB), pediu ao presidente Lula que "dê ao Piauí o mesmo tratamento que dispensou a Santa Catarina" e assine uma medida provisória liberando verbas para ajudar os flagelados.
 
Fonte: Agência Senado
Tags:
Imprimir