Cidadeverde.com
Geral

Cliente faz PIX de 0,01 centavo e recebe só massa da pizza e suco com sal

Imprimir

Após sucesssivos golpes, o proprietário de uma pizzaria em Teresina resolveu dar uma lição em um falso cliente que alterou o comprovante de PIX para comprar uma pizza. O caso ocorreu em Teresina, nesta segunda-feira (25). O golpista fez transferências de  0,01 e 0,10 centavos e adulterou para R$ 55, correspondente ao valor do pedido de uma pizza gigante e um refrigerante. Em resposta, ele recebeu apenas a massa da pizza assada e suco em pó "adoçado" com sal.

"Recebi notificações no meu celular de dois PIX nos valores  0,01 e 0,10 centavos. Logo fiquei atento e avisei à pessoa da cozinha. Após 20 minutos, conferimos novamente pra ver se havia caído o valor de R$ 55 e não achamos. Ao dar um zoom no comprovante, percebemos que ele tinha editado o comprovante e queria nos dar um golpe", conta o Robson Coelho, dono da pizzaria.

Em contrapartida, ele diz que resolveu fazer a pizza falsa e a entrega para 'trolar' o falso cliente.

"Assamos só a massa da pizza e colocamos na caixa e escrevemos PIX falso. No lugar do refrigerante, colocamos água gelada, suco em pó e sal. O entregador se dispôs em deixar pra ele ter uma lição", conta o empresário acrescentando que o falso cliente não suspeitou da 'trolagem' .

"Ele não percebeu. Estava mexendo ao celular, recebeu e agradeceu. Colocou o celular em cima da caixa da pizza e foi embora. Quando o entregador retornou, enviamos o vídeo do preparo da pizza fake e ele ainda respondeu dizendo que ficou sem entender. Logo depois, nos bloqueou", conta o empresário.

Robson Coelho diz que vai registrar boletim de ocorrência. Além de  "dar uma lição", o empresário diz que a atitude serve também como alerta. 

"Alerta para outros empresários, empreendedores, enfim, com quem mexe com venda. Só devemos liberar o pedido após conferir na conta. Nunca devemos confiar só no comprovante. Esse mesmo número tentou dar um golpe  em outro estabelecimento comprando nove cervejas e um arrumadinho, totalizando R$ 133, mas a empresária não caiu", reforça Coelho. 

Ele conta ainda que há cerca de um mês teve um prejuízo de R$ 300 após três PIX falsos. "Não sabemos se foi a mesma pessoa, só sei que ficamos no prejuízo", alerta o empresário. 

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir