Cidadeverde.com
Política

“Pai” do Fome Zero: “Guaribas come carne três vezes por semana”

Imprimir

Considerado o “pai” do Fome Zero, o agrônomo José Graziano lembrou nesta quarta-feira (3), em Teresina, que o programa fará em novembro 20 anos de sua implantação na cidade de Guaribas. Ele está na capital do Piauí acompanhando o ex-presidente Lula, que participa de ato político no final da tarde. Graziano disse que o Fome Zero deixou seu legado e hoje, duas décadas depois, não se fala mais em fome em Guaribas.

“Infelizmente o Brasil voltou ao mapa da fome. Nós estamos aqui no Piauí celebrando no final do ano, em novembro, 20 anos da implantação do programa Fome Zero em Guaribas. Guaribas foi a cidade escolhida na época para iniciar o programa por ser uma das cidades mais pobres. Nós tivemos recentemente em Guaribas e podemos constatar que Guaribas não tem fome”, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde.

Segundo Graziano, é um sinal que o Fome Zero ainda persiste, 20 anos depois. “É um sinal da vitalidade do programa 20 anos depois. Para a surpresa de muitos, Guaribas come carne três vezes por semana, diferente da grande maioria da população brasileira”, declarou.

O criador do programa ressaltou que hoje, em 2023, cerca de 2/3 da população brasileira baniu completamente o consumo de carne.

“Não só temos gente que não come, como temos uma proporção de gente que come mal, por isso precisamos voltar com o programa de combate à fome”, disse.

Sobre o Auxílio Brasil, José Graziano destacou que apenas 20 milhões de pessoas estão cadastradas no programa.

“É bom para aqueles que recebem, cerca de 20 milhões, mas a fome atinge 65 milhões. Ou seja, tem 45 milhões, quase o dobro, fora do programa do que gente que recebe dentro do programa”, finaliza.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir