Cidadeverde.com
Últimas

Detentos integrantes de facção criminosa fogem da Casa de Detenção de Altos; veja lista

Imprimir

Na noite de quinta-feira (4), 16 presos fugiram da Casa de Detenção Provisória de Altos, sendo todos membros de uma facção criminosa.

De acordo com Luiz Torquato, diretor da unidade prisional, os detentos usaram lençóis para confeccionar uma espécie de corda para escalar um dos muros do pavilhão onde estavam.

“Utilizaram uns sobre os outros, fazendo aquela escada humana e conseguiram chegar até a parte superior da unidade, empreendendo fuga saltando de cima, de uma parte bem alta de mais ou menos 15 a 20 metros", explicou o gestor.

O episódio aconteceu logo após uma megaoperação realizada na última terça-feira (2) que transferiu 180 detentos que seriam de uma outra facção criminosa, exatamente porque havia um plano para dominar três presídios do estado. 

Para Torquato, no entanto, a fuga não tem qualquer relação com a transferência de novos presos para a unidade. “ Não, absolutamente nenhuma relação. A operação que foi executada para abrigar os presos do Comando Vermelho, que estão alocados no pavilhão A, um pavilhão diferente de onde aconteceu a fuga", destacou.

Foto: Sejus

A transferência foi denominada de operação Translatio, e os detentos foram remanejados da Penitenciária Irmão Guido, Casa de Detenção Provisória de Altos e da Cadeia Pública de Altos. 

A Secretaria de Justiça (Sejus) informou que está apurando como ocorreu a fuga e disse que estão realizando diligências para prender os fugitivos.

Segundo a Sejus, o plano de dominação de presídios na Capital foi descoberto pelo serviço de Inteligência da Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus). Os líderes da facção criminosa já estariam recrutando detentos de facções rivais oferecendo desde assessoria jurídica a auxílio financeiro a familiares. No sistema prisional já registrados detentos "rasgando a camisa", termo usado para decretar a mudança de facção.

Os foragidos são:

  1. Maicon Pereira da Silva;
  2. Davi Albuquerque de Sousa Barros;
  3. Iago Oliveira da Silva;
  4. Murilo Gabriel Oliveira Gomes;
  5. Jeremias Oliveira Nascimento;
  6. Carlos Adriano da Cruz Silva;
  7. Paulo Sergio Gomes dos Santos;
  8. Mateus Pereira da Silva;
  9. José Hilson Alves de Sousa;
  10. Willames da Conceição Alves;
  11. Josué Sena Rosa;
  12. Leandro Alves de Araujo;
  13. Lailson Dias Almeida;
  14. Gustavo Martins de Sousa;
  15. Guilherme da Silva Ribeiro Paz;
  16. Roberto Wilamy Pereira dos Santos.

 

Bárbara Rodrigues, Breno Moreno e Tiago Melo
[email protected]

Imprimir