Cidadeverde.com
Cidades

Cão é salvo no Piauí após vídeo de agressão viralizar nas redes sociais

Imprimir

Foto: reprodução Instagram @teresabritto

O vídeo de um cão no Piauí sendo agredido com um cinto viralizou nas redes sociais e, graças à repercussão, o animal foi salvo. O caso ocorreu na cidade de Floriano, no interior do Piauí, e comoveu internautas. As imagens mostram o cachorro amarrado com uma corda enquanto é covardemente espancado. 

O resgate ocorreu nesta quinta-feira (04) por protetores de animais de Teresina que tiveram o apoio da Polícia Civil. O agressor foi identificado, mas conseguiu fugir do flagrante. 

"O BO foi feito e todas as medidas cabíveis foram adotadas. Não entendemos essa maldade toda com o animal. Que fique de exemplo para que ninguém pense que animal é coisa. Animal é um ser vivo que merece respeito, merece toda a proteção e carinho. Jamais vamos deixar um crime desse impune", disse a deputada estadual Teresa Britto, presidente da comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Piauí.

A delegada regional de Floriano, Amanda Stevan, reforça que a remoção do animal ocorreu como medida de cautela para protegê-lo. 

"Já foi formalizado todo o registro da ocorrência e diligências iniciais e o fato seguirá em apuração, mediante inquérito policial, o qual, quando concluso será encaminhado ao Judiciário com indiciamento do autor do crime. Sobre a filmagem, a princípio, acredita-se que quem filmou o fez apenas com intuito de fazer um registro pra denúncia", reforça a delegada. 

 

 

Moradores da casa onde o animal foi resgatado relataram que o agressor, que não é o tutor do animal- sofre com problemas de alcoolismo, situação que será apurada. 

Após o resgate, o animal foi trazido para Teresina onde foi submetido a avaliação médica para atestar seu estado de saúde. Pelas redes sociais, a deputada lançou uma campanha para dar um novo nome ao cãozinho. 

Há dois anos a  Lei de Crimes Ambientais foi alterada em relação a maus-tratos que passou a ter pena de 2 a 5 anos de reclusão em se tratando de cão ou gato. 

Foto reprodução rede social

 

Graciane Araújo
[email protected]

Imprimir