Cidadeverde.com
Esporte

Athletico-PR vence Atlético-MG em noite com brilho de Vitor e virada no fim

Imprimir

O Athletico-PR contou com dois gols de um jovem talento e uma bola colocada na rede no último lance para derrotar o Atlético-MG por 3 a 2, de virada, neste domingo, no Mineirão, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Foto - Atlético-MG - Divulgação

Igor Rabello e Pavón fizeram os gols para os mineiros. O ex-cruzeirense Vitor Roque, de 17 anos, marcou os dois primeiros dos visitantes, e o uruguaio Canobbio fez o gol da virada aos 51 minutos do segundo tempo.

Com o resultado o time paranaense foi aos 37 pontos e termina a rodada na quarta colocação. A equipe mineira, por sua vez, permaneceu com 32 pontos e está em sétimo. O líder é o Palmeiras, com 45 pontos. 

O Atlético-MG volta a jogar na quarta-feira, contra os palmeirenses, pela partida de volta das quartas de final da Libertadores. Com o empate no jogo de ida, quem ganhar vai avançar.

Mesma situação do Athletico-PR, que empatou com o Estudiantes em casa e enfrentará a equipe argentina também na quarta.

O primeiro tempo deste domingo foi com muito corre-corre, mas com poucos lances de perigo. Sem Hulk e Keno, o Atlético precisou contar com a bola parada para abrir o placar.

Aos 11 minutos, o primeiro lance de perigo nasceu com Dodô e terminou com Vargas acertando um chute dentro da área para boa defesa de Bento. 

Aos 21min, em um rápido contra-ataque pela esquerda, Vitinho entrou na área mineira e chutou forte, mas Everson espalmou para escanteio.

Aos 30 minutos, o zagueiro Igor Rabello ganhou na jogada aérea após cobrança de falta de Nacho Fernández e acertou o canto direito do gol rubro-negro.

"O gol foi para o meu filho, que faz agora dois meses", afirmou Igor Rabello ao deixar o gramado. Depois do gol o jogo pouco mudou e o Athletico não deu mais trabalho para Everson.

Se a primeira etapa foi sonolenta, o clube paranaense deu uma injeção de ânimo na partida logo no primeiro lance. Com menos de um minuto de bola rolando,Vitor Roque dominou, tirou a marcação de Igor Rabello e, de fora da área, acertou o ângulo esquerdo do gol mineiro. Um golaço.

Aos quatro minutos, Dodô tentou encobrir Bento, mas o goleiro paranaense pegou em dois lances. Um pouco depois, Pavón aproveitou uma rebatida da zaga rival e, de dentro da área, acertou um forte chute no canto direito.

No minuto seguinte, porém, o ex-cruzeirense Vitor Roque voltou a calar o Mineirão. Orejuela ganhou de Dodô pela direita, cruzou rasteiro e o jovem atacante de 17 anos se antecipou à zaga e tirou de Everson.

Na sequência, Bento salvou em bela defesa após chute de Allan. Perto da metade do jogo, o time rubro-negro perdeu o seu artilheiro. Vitor Roque foi substituído reclamando de dores no quadril. 

Aos 25min, Alex Santana roubou a bola na intermediária da defesa, foi até perto da área até a bola sobrar para Vitor Bueno, que chutou à direita do gol mineiro.

Em seguida, o técnico Cuca, que já havia colocado Keno, tirou Sasha para a entrada de Hulk, que jogou mais pela direita do ataque. Com a entrada dos seus principais atletas, o Atlético-MG passou a pressionar e viu o adversário passar a viver de contra-ataques.

O primeiro lance de perigo de Hulk surgiu aos 35min, quando chegou até a linha de fundo dentro da grande área e cruzou para trás, mas nenhum companheiro apareceu para finalizar.

Com a pressão, o Athletico-PR viveu literalmente de um contra-ataque. Aos 51 minutos, no último minuto, Alex Santana partiu para o ataque, a bola chegou em Khellven, que teve frieza para tocar para o uruguaio Canobbio livre na marca do pênalti tirar do goleiro e virar o jogo.

Pelo Brasileiro, os dois clubes voltam a jogar no domingo. O alvinegro pega o Coritiba, em Curitiba. Já o rubro-negro vai enfrentar o Flamengo, no Maracanã.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir