Cidadeverde.com
Geral

Recenseadores do IBGE em Amarante são alvos de fake news; IBGE alerta população

Imprimir

Foto divulgação

Os recenseadores que trabalham no Censo 2022 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em Amarante, a 161 km de Teresina, estão com dificuldades em entrevistar os moradores da região, após uma fake news começar a circular em grupos de WhatsApp na cidade.

Trata-se de um print onde tem uma foto de um homem seguido de uma mensagem alertando à população sobre um falso recenseador que está se passando por funcionário do IBGE e realizando assaltos. Na foto ainda é possível ver a logo da Polícia Militar de São Paulo. 

A imagem, no entanto, é antiga e circula no Brasil há mais de 10 anos, segundo informações do IBGE no Piauí. “A foto fake que está circulando por lá é antiga, e circula em todo o Brasil há mais de 10 anos. Sempre volta à circulação de vez em quando”, destaca o instituto. 

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 

Moradores estão recusando recenseadores

A chefe do posto de coleta em Amarante, Luanna Pinheiro, conversou com o Cidadeverde.com e afirmou que a fake news começou a circular na semana passada, quando o trabalho dos recenseadores iniciou em todo o Piauí. 

“A partir de então os recenseadores encontraram dificuldades em serem recebidos. Porque, como Amarante é uma cidade do interior, os moradores acabaram acreditando. Não se atentaram em observar que a logo é da Polícia de São Paulo e que a imagem antiga”, ressaltou Luanna Pinheiro. 

Em parceria com a Prefeitura de Amarante, os recenseadores na cidade montaram uma portifólio com a imagem de cada um dos recenseadores que estão nas ruas e os bairros onde estão atuando na cidade.  

“Preferimos cortar a história no começo porque os moradores estavam recusando os recenseadores. Colocamos essas fotos e os bairros porque são filhos de pessoas de Amarante. São conhecidos”, completou Luanna. 

Como reconhecer um recenseador

Os recenseadores estão identificados com colete, boné e aparelho onde registram o questionário. Todos com a logo do IBGE. Além disso, no colete de cada um há um crachá com um QR Code, onde o morador pode apontar a câmera e identificar a veracidade do profissional. 

Em caso de dúvida, há ainda o telefone 0800 721 8181 que pode ser utilizado para pedir informações sobre a pessoa que se apresenta como recenseador. 

Saiba quem são os recenseadores em Amarante 

 


Nataniel Lima
[email protected] 

  • 3.jpeg Divulgação
  • 2.jpeg Divulgação
  • 1.jpeg Divulgação
  • 4.jpeg Divulgação
  • 5.jpeg Divulgação
Imprimir