Cidadeverde.com
Esporte

JVC fala em Série B ‘laboratório’ para Eduardo e chances de assumir Fluminense-PI em 2023

Imprimir

O Fluminense se sagrou campeão Piauiense nesta temporada pela primeira vez em sua história e o projeto ousado, de poucos anos no futebol profissional local aos poucos atinge metas. Para 2023, o clube terá o calendário mais completo do futebol piauiense com – Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro, além da disputa do Estadual e desde já o presidente deixou claro que as metas para próximo ano são mais arrojadas. 

“Vamos estabelecer novas metas. Na Copa do Brasil chegar até a terceira fase na competição, algo que não chegamos esse ano. Na Copa do Nordeste passar da primeira fase, lutar pelo bicampeonato piauiense e fazer um time ainda mais competitivo na Série D para subir para Série C, pois a Série D é um dos campeonatos mais difíceis são 64 clubes onde sobem apenas quatro subir”, pontuou João Vicente Claudino, presidente do Fluminense-PI. 

Fotos: Aldo Carvalho/Fluminense-PI

Outro ponto extremamente citado pelo presidente do Vaqueiro foi o peso da categoria de base e o fato de que para 2023 a tendencia é que eles sejam mais utilizados dentro do projeto profissional até mesmo pelo fato do calendário mais extenso. O time do Fluminense Sub20 inclusive se sagrou campeão Piauiense sub20 na noite de ontem (11) ao superar o Picos (1x0) e garantiu vagas nas competições nacionais para próximo ano. 

“A base do Fluminense terá uma presença forte também daqueles que já estouraram no sub20 e aqueles que estão próximo a estourar idade e fortalecer mais ainda aos que ficam no sub20, sub17 e também recebendo valores de fora do Piauí. Hoje o Fluminense é referencia no Nordeste”, frisou o presidente João Vicente Claudino, presidente do Fluminense-PI.


 

 

Parceria Flu-PI + Piauí na Série B

Outra aposta nessa reta final de trabalho é na transição de carreira do atacante Eduardo de jogador para técnico. De acordo com o presidente do Fluminense, João Vicente Claudino, a disputa da Segunda divisão em que o Flu-PI fez uma parceria com o Enxuga Rato será laboratório para o trabalho de Eduardo como técnico e as coisas dando certo, Eduardo terá oportunidade de assumir o elenco profissional do Vaqueiro em 2023. 

“O caminho é esse. O laboratório do Eduardo é a Série B (do Piauiense) experiencia, capacidade, vivencia, conhecer os atletas e nos temos 13 atletas do Fluminense com contrato que foram da base. Um já foi emprestado para o Picos que é o Raí (Soares) e os outros 12 estão no Piauí Esporte Clube”, acrescentou 

Além de Eduardo, toda comissão técnica e mais 12 atletas foram emprestados ao Piauí para disputa da Série B do Piauiense. A competição tem inicio dia 27 de agosto e o Piauí estreia 31 de agosto quando visita o Ferroviário, no Litoral. 

 


Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir