Cidadeverde.com
Esporte

Vasco recebe Tombense em semana agitada nos bastidores e na Série B

Imprimir

O Vasco se prepara para receber o Tombense neste sábado (13), em São Januário, no Rio de Janeiro, pela 24ª rodada da Série B, em semana agitada pela aprovação da venda da SAF e derrota por 3 a 1 contra a Ponte Preta.

No domingo (7), os sócios cruzmaltinos aprovaram a venda de 70% da SAF do time a 777 Partners. Um dia depois, na segunda (8), a empresa anunciou Paulo Bracks como novo diretor esporito e Luiz Mello como CEO.

Em meio às alterações de organograma, o fato de Luiz Mello ter assumido como CEO da SAF fez com que houvesse indagações e, dentre as reações, houve ecos negativos. 

Ele chegou à Colina como CEO em 2021, na gestão de Jorge Salgado, e participou ativamente do processo de criação da SAF e da negociação, estando à mesa em diversas reuniões com os empresários norte-americanos, mas pelo lado cruz-maltino.

Dentro dos muros de São Januário, há a defesa de que nenhum integrante da atual cúpula do Vasco deveria assumir cargos na SAF.

Na terça, o Vasco se pronunciou brevemente e informou que "Luiz Mello não exercerá mais suas atribuições de CEO no clube em função da posição que assumirá na Vasco SAF por indicação da 777 Partners".

A 777 não se posicionou especificamente sobre. Na nota em que anunciou o CEO, a empresa fez elogios ao profissional.

No dia seguinte, na quarta-feira (10), o Vasco perdeu contra a Ponte Preta, em jogo que ficou marcado por confrontos entre as torcidas dentro e fora do estádio.

A confusão começou após o primeiro gol da equipe paulista, quando o portão que separava as torcidas foi arrombado e houve uma briga entre os torcedores dos dois clubes. A partida chegou a ser paralisada pelo árbitro Anderson Daronco.

O resultado levou o time cruzmaltino a emitir nota lamentando as agressões e criticando o planejamento para segurança da partida. A Ponte Preta, por sua vez, emitiu nota apontando a torcida vascaína como responsável por começar as brigas.

Agora, o time cruzmaltino busca a recuperação para respirar aliviado no G4 o time ocupa a quarta posição, com 39 pontos, seis a mais do que o Londrina, em quinto. Para isso, o auxiliar Emílio Faro, técnico interino, poderá contar com os retornos do volante Yuri e os meia Nenê e Palacios, que cumpriam suspensão na última partida.

Assim, uma possível escalação do Vasco tem: Thiago Rodrigues; Léo Matos, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Yuri, Andrey e Nenê (Marlon Gomes); Gabriel Pec (Figueiredo), Raniel (Eguinaldo) e Alex Teixeira.

Do lado visitante, o Tombense vem de empate sem gols contra o Vila Nova, e busca a vitória para continuar na disputa pelo G4. O time ocupa a sexta posição, com 33 pontos, perdendo para o Londrina por ter menos vitórias.

O técnico Bruno Pivetti poderá contar com Zé Ricardo, que volta de suspensão. Keké, que se recuperava de incômodo muscular, foi relacionado e deve estar à disposição.

Uma possível escalação inicial do Tombense tem: Felipe Garcia; Diego Ferreira, Ednei, Roger Carvalho e Manoel; Rodrigo, Zé Ricardo, Jean Lucas e Everton Galdino; Renatinho e Ciel.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir