Cidadeverde.com
Esporte

Santos joga mal, perde a primeira com Lisca e é ultrapassado pelo América-MG

Imprimir

O Santos fez um jogo sonolento na noite deste domingo na Arena Independência e foi derrotado pelo América-MG, por 1 a 0, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol solitário saiu ainda no primeiro tempo, com Pedrinho. 

Foto - Santos - Divulgação

A equipe da Baixada Santista mostrou muitas dificuldades de criação e falhas defensivas custaram a invencibilidade alvinegra sob o comando de Lisca. O técnico promoveu no segundo tempo a estreia de Luan, ex-Corinthians.

Com o resultado, o América-MG ultrapassa o Santos na tabela de classificação, subindo para a oitava posição, com 30 pontos. O time paulista tem o mesmo número de pontos, mas cai para a décima colocação.

O duelo entre mineiros e santistas começou elétrico. As duas equipes criando boas chances. Marcos Leonardo acertou a traves, apesar de impedido, mas foi o América-MG que foi às redes.

Aos 13 minutos, Pedrinho conseguiu uma bela arrancada pela esquerda, invadiu a área e bateu firme no único espaço que havia entre a trave e o goleiro João Paulo.

Após sofrer o gol, o Santos apostou na posse de bola para reagir na partida, mas nada se mostrava suficiente. A criação das jogadas parecia limitada.

Os jogadores alvinegros ficavam muito espaçados em campo, e o encaixe da marcação por parte do América-MG impedia qualquer progressão ofensiva.

Já defesa do Santos não se mostrou, no primeiro tempo, bem postada e permitiu que o América-MG criasse lances perigosas, especialmente pelo lado direito, zona defendida por Maicon e Madson. 

Nos minutos finais da etapa inicial, João Paulo defendeu um grande chute de Cáceres e finalização de Everaldo, deixando a sensação de que o placar de 1 a 0 ficou barato para os visitantes.

Na etapa complementar, o Santos buscou equilibrar as ações no campo de ataque. Mas a objetividade do América-MG prosperava, e João Paulo teve de ser acionado para salvar a meta alvinegra. Nem mesmo as substituições de Lisca causaram mudanças na postura do time praiano.

Ângelo foi colocado na equipe para dar mais velocidade no ataque Sozinho na maioria das jogadas, o atleta não encontrava opções de passe e a jogada perdia ritmo até ser facilmente combatida pelo América-MG. 

Aos 22, o time mineiro voltou a levar perigo. Wellington Paulista havia acabado de enfrentar e acertou a trave, ligando novo sinal de alerta na defesa santista.

ESTREIA

Aos 31 minutos, Lisca promoveu a estreia de Luan, ex-Corinthians Em sua primeira participação, já foi designado como o responsável pelas bolas paradas do lado direito. Mas com bola rolando, o atacante teve atuação tímida e pouco ajudou.

Diante da má condição técnica do Santos, o placar permaneceu o mesmo ao longo de todo o segundo tempo. Cavichioli pouco foi acionado. O América-MG perdeu algumas chances de liquidar o jogo, mas não foi necessário ampliar o marcador.

O São Paulo é o próximo adversário tanto do América-MG como do Santos. Os primeiros a enfrentar o time tricolor são os mineiros, que medem forças no jogo de volta da Copa do Brasil na quinta-feira, às 21h. Já o Santos encara o rival em clássico pelo Brasileirão no domingo, às 18h, na Vila Belmiro.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir