Cidadeverde.com
Últimas

Candidatos falam da expectativa para o debate da TV Cidade Verde

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

A TV Cidade Verde vai promover, nesta terça-feira (16), a partir das 12h, o primeiro debate das eleições 2022 para o governo do estado. Nove candidatos vão participar do programa, considerado essencial para a apresentação de propostas. O debate será mediado pelo jornalista Joelson Giordani, diretor de jornalismo da TV Cidade Verde, e terá cobertura de todos os veículos do Grupo Cidade Verde: Portal Cidadeverde.com, Rádio Cidade Verde, além do canal da TV no Youtube e redes sociais.

No programa Notícia da Manhã desta terça-feira será feito o sorteio que vai definir a posição que cada candidato ocupará no estúdio onde vai acontecer o debate. Nesta segunda, alguns candidatos falaram da expectativa para o confronto de ideias.

“Eu levo informações para a população escolher. Eleição é escolha. Embora, pelo tempo, seja um debate superficial, que não aprofunda nenhum tema naquilo que possa interessar a população na forma mais direta, em qualquer área, serve de comparação. Faz parte de uma campanha qualquer que seja ela”, disse Silvio Mendes, do União Brasil.

Para Rafael Fonteles, do PT, é a oportunidade de a população avaliar os candidatos.

“O debate é muito importante. As ideias dos candidatos, as propostas, poderão ser colocadas de forma mais clara para a população para que ela possa avaliar quem de fato tem melhores condições de conduzir os destinos de nosso estado e do nosso país, no caso de presidente. Espero que seja um debate rico em propostas, com dados, com números e com informações importantes para que o eleitor possa tomar a decisão”, afirmou.

Geraldo Carvalho (PSTU) avalia o debate como uma oportunidade de o partido mostrar o seu programa de governo.

“Consideramos esse debate uma oportunidade importante para que a classe trabalhadora e juventude possa conhecer o programa que o PSTU, e o polo socialista revolucionário, estão apresentando para a construção de um Piauí socialista com a democracia operária e popular. Em contraposição aos programas historicamente implementados pelos governos dos ricos. Da nossa parte faremos todo o possível para que seja um bom debate”, declarou.

Foto: Renato Andrade

O candidato Gustavo Henrique (Republicanos) disse que o debate gera isonomia entre os que disputam o Palácio de Karnak.

“Será uma oportunidade, além de gerar uma isonomia onde o eleitor, de forma serena, poderá comparar e assim saber, quem de fato, tem a política como missão e não como meio de vida. A TV vai proporcionar ao eleitor poder fazer de fato a sua avaliação”, afirma.

Diego Melo (PL) disse que o debate é uma oportunidade de mostrar suas propostas.

“Quero, a partir de amanhã, oficialmente, levar a nossa proposta de mudança de verdade junto e alinhado ao nosso presidente Bolsonaro. Isso baseado em Deus, pátria, família e liberdade para reconstruirmos esse estado e afastarmos as trevas e colocarmos luz em nosso Piauí”, comentou.

A candidata Ravenna (PMN) demonstrou ansiedade para o debate e disse que o programa democratiza espaços.

“Estou ansiosa, animada, e super na expectativa para participar desse debate. A Cidade Verde está democratizando os espaços convidando todos os partidos a levar suas mensagens, propostas e que todos os candidatos trazem de novo”, afirmou.

Madalena Nunes (Psol) pediu que os eleitores assistam ao programa para ter acesso às ideias de cada candidato.

“Pedimos que a sociedade participe do debate e observe em quem você votou e como se comportou essa pessoa, dizendo que ia defender os seus direitos. Vamos ao debate, que deve acontecer ao longo de todo o ano e não apenas na eleição”, afirmou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir