Cidadeverde.com
Esporte

Athletico-PR e Flamengo se reencontram por vaga na semifinal da Copa do Brasil

Imprimir

O Flamengo tem uma semana com jogos importantes, e a goleada sobre o Athletico-PR por 5 a 0, no domingo passado (14), faz o elenco iniciar o período com confiança em alta em duas frentes. 

Foto - Alexandre Vidal - Flamengo

Nesta quarta-feira (17), às 21h30, a equipe de Dorival Júnior reencontra o Furacão na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), mas agora em uma luta por vaga nas semifinais da Copa do Brasil. No domingo, começa a caminhada na tentativa de encostar no Palmeiras, líder do Campeonato Brasileiro.

O triunfo do último domingo fez o time da Gávea pegar o elevador, ganhar três posições e chegar à segunda colocação da principal competição nacional, a nove pontos atrás do Verdão, um dos principais rivais nos últimos anos. A nova colocação empolgou a torcida e gerou brincadeiras nas redes.

O aproveitamento de Dorival neste início de trabalho, inclusive, supera o do mesmo recorte de Jorge Jesus. Em 19 partidas, são 75,4% contra 71,9%. Apesar do ânimos na arquibancada, o treinador sinaliza "pés no chão" e não vê margem para erros.

"Temos de tentar fazer o nosso papel. Não adianta pensarmos no que os adversários estão fazendo. Se fizermos os nossos resultados, depois vemos o que a rodada nos apresenta. 

Sei que a distância é grande, mas não iremos desistir. Vamos até o fim tentar colocar o máximo de pressão possível que está em cima [do Palmeiras, que merecidamente tem aproveitado e se mantido.

Nós temos nossa qualidade, e a equipe está confiante, acreditando ainda mais. O problema é que não podemos errar mais. Fazendo nossa parte, vamos ver o que pode acontecer, mas não é uma situação confortável", disse.

Na rodada seguinte, o Palmeiras visita o Fluminense, enquanto o Flamengo enfrenta o Botafogo, no Nilton Santos. No primeiro turno, o clássico aconteceu em Brasília devido ao período em que o Maracanã ficou fechado para reforma no gramado.

À época, a conjuntura era bastante diferente, e a derrota para o Alvinegro fez o Rubro-Negro vê a zona de rebaixamento no retrovisor, e aumentou a pressão sobre o então técnico Paulo Sousa.

A missão, de fato, não é das mais fáceis, mas, como inspiração, o Fla pode buscar arrancadas em um passado nem tão distante, mesmo que a distância atual seja maior. Em 2009, ao fim da 29ª rodada, o líder Palmeiras tinha 54 pontos e o Fla, em quinto, 47. 

Em 2019, quando o Brasileiro paralisou devido à Copa América, eram seis pontos de vantagem para o Verdão. Em 2020, o São Paulo chegou a estar, ao fim da 21ª rodada, com 43 pontos, contra 36 do time da Gávea.

Na Copa do Brasil, por sua vez, o Fla jogará fora de casa, após empate sem gols no Maracanã. Vale lembrar que no último encontro, justamente por conta do mata-mata desta semana, Dorival e Felipão escalaram times reservas.

"São situações totalmente diferentes. Todos nós sabemos do poderio de um time como o Athletico. Nós não construímos o resultado com facilidade, mas fizemos por merecer o que conquistamos. Enfrentamos uma equipe sempre muito difícil. 

Até os 10 minutos do segundo tempo havia uma impaciência geral, mas não mexemos porque o time estava jogando de forma correta, apesar de não ter conseguido o gol. A equipe estava segura. O mérito é de todos", afirmou o treinador.

Um novo empate na Arena da Baixada levará a decisão para a disputa por pênaltis. Como precisa ganhar, o Flamengo terá suas principais peças ofensivas à disposição, inclusive Arrascaeta e Gabigol, absolvidos pelo STJD por jogadas violentas na partida de ida.

Os desfalques cariocas concentram-se na retaguarda. O zagueiro David Luiz foi expulso no Maracanã, enquanto Thiago Maia recebeu o terceiro cartão amarelo. Eles devem ser substituídos por Fabrício Bruno e Vidal.

O Flamengo deve entrar em campo com a seguinte escalação: Santos; Rodinei, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Filipe Luis; João Gomes, Vidal, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Gabigol e Pedro.

Do outro lado, o Athletico terá quase sua totalidade de jogadores à disposição. O maior problema é a ausência do goleador Vitor Roque, que já atuou na competição pelo Cruzeiro.

O Furacão vai atuar com o seguinte time diante do Flamengo: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Fernandinho, Hugo Moura e David Terans; Canobbio, Pablo e Cuello.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir