Cidadeverde.com
Últimas

Sandy revela segredo para não desconfiarem de feat com Ludmilla

Imprimir

Foto: Andy Santana / AgNews

A poucos dias de voltar aos palcos em nova turnê após três anos ausente, a cantora Sandy, 39, anunciou nesta terça-feira (16) parcerias com Vitor Kley, a funkeira Ludmilla, o duo OutroEu e o pianista de jazz Amaro Freitas na segunda edição do projeto "Nós, Voz, Eles". Todas as canções têm vídeos dos bastidores da gravação no canal da cantora no YouTube.

Sandy disse que convidou os artistas para os feats porque queria mais pluralidade em seu novo projeto e admitiu que a escolha de alguns deles teve influência do marido, Lucas Lima -que faz a direção musical do projeto-, como a participação do pianista Amaro Freitas. Vitor Kley conheceu quando ele esteve no estúdio do marido para gravar. Antes deles, ela gravou com Wanessa e Agnes Nunes.

A cantora revelou que também tentou despistar os fãs para que não descobrissem quais seriam as próximas parcerias musicais. "Eu não segui a Ludmilla no Instagram para não dar spoiler, porque eu começava a seguir qualquer pessoa e gerava especulações. Eu tenho que lembrar que agora posso seguir ela", disse rindo.

Sandy falou que o lançamento da música "Leve", em parceria com Wanessa, foi uma oportunidade de mostrar para as pessoas que elas não são rivais e que isso foi uma falsa rixa criada pela mídia e os fãs. "Eu fiquei de olho no que iriam comentar [quando lancei a música]", disse a cantora, que conhece Wanessa desde criança. "Foi um encontro super feliz. Eu não faço se não for verdadeiro", acrescentou Sandy.

Já a música "De Cada Vez", escrita por Edu Tedeschi e lançada em parceria com Agnes Nunes, é uma canção muito especial para a cantora. Sandy afirma que sente como se fosse autobiográfica porque acredita em tudo o que está cantando. Ela revelou foi a última que mostrou para a amiga e madrinha do seu filho, a produtora e empresária Patrícia Perissinotto Kisser, esposa do músico Andreas Kisser, que morreu em julho em decorrência de um câncer.

"Todas as vezes que eu canto me emociono muito, porque eu estava passando por esse processo de me despedir dela enquanto eu estava gravando. Às vezes as coisas boas e as coisas ruins vem como que com a mesma intensidade, no mesmo momento, e a gente fica até confusa sem entender o que a vida está entregando ali para a gente."

Sobre a volta dos shows, ela admitiu que estava com muita saudade de fazer, mas preferiu esperar um momento mais seguro por ter medo de expor as pessoas ao coronavírus. "Quando fiz a pré-estreia e pisei no palco eu chorei porque não acreditava que estava acontecendo", disse a cantora.

Questionada se pretende estender a turnê que passará por 13 cidades, Sandy disse não mesmo com cidades com ingressos esgotados, como a estreia no Espaço Unimed, em São Paulo, no dia 18 de agosto. Ela falou que deseja preservar os momentos em família e ficar mais tempo com o filho. "Por isso eu tenho esse ritmo um pouco mais lento de trabalhar um pouco menos. Eu estou meio cansada [depois de 32 anos de carreira]."

 

Fonte: Folhapress

Imprimir