Cidadeverde.com
Esporte

Fluminense busca empate com Fortaleza e vai à semifinal da Copa do Brasil

Imprimir

Depois de ir para o intervalo perdendo por 2 a 0, o Fluminense se lançou ao ataque e buscou o empate por 2 a 2 contra o Fortaleza e conquistou a vaga na semifinal da Copa do Brasil. Como havia vencido na ida por 1 a 0, o time carioca celebrou a classificação nesta quarta-feira (17), no Maracanã.

Foto: Bruno Oliveira / Fortaleza EC

O Leão do Pici começou melhor e conseguiu o primeiro gol aos 11min. Thiago Galhardo bateu, Fábio defendeu, mas Manoel mandou contra o patrimônio na sequência. O time cearense ainda ampliou aos 45min, com Silvio Romero, batendo na saída de Fábio.

No intervalo, Diniz tirou o zagueiro Nino e colocou o time para frente, sendo premiado com o gol de Ganso, de pênalti, aos 17min da etapa final. O tento inflamou as arquibancadas e, nove minutos depois, Cano se esticou todo para completar o cruzamento de Arias e deixar tudo igual.

A equipe das Laranjeiras fatura 8 milhões de reais pela classificação.

ATUAÇÃO DO FLU

Como é tradicional das equipes comandadas por Diniz, o Tricolor carioca ficou mais tempo com a bola, tentou abrir o jogo pelas laterais, contudo pouco conseguiu criar.

Diante de uma defesa bem postada, a alternativa foi se lançar ao ataque na segunda etapa. Diniz tirou o zagueiro Nino e colocou o meio-campista Martinelli, aumentando a pressão. O resultado só foi visto após o pênalti, que abriu o caminho para o Flu empatar pouco depois.

ATUAÇÃO DO FORTALEZA

A opção por dois atacantes mais enfiados funcionou muito bem. Galhardo e Silvio Romero conseguiram aproveitar os erros do adversário para achar os espaços. 

O Leão também soube ter a iniciativa nos minutos iniciais e, posteriormente, explorar os contra-ataques. No entanto, a defesa não suportou a segunda etapa e também deu brechas, bem aproveitadas pelo rival.

O JOGO

Em desvantagem, o Leão do Pici iniciou a partida criando muito. Em um contragolpe, Arias caiu e pediu falta de Benevenuto, mas o árbitro ignorou. Ganso foi reclamar e ainda recebeu o amarelo.

A desatenção custou caro e Galhardo aproveitou. 

Aos 11min, atacante recebeu o lançamento, carregou a bola até entrar na área e bateu. Fábio conseguir evitar, mas a bola bateu em Manoel no rebote. Nino ainda se jogou, em vão, tentando evitar o gol.

Enquanto os jogadores do clube cearense comemoravam, Felipe Melo ainda foi questionar o assistente se o VAR poderia intervir na jogada para marcar a falta em Arias e não gostou da resposta negativa.

Com uma postura mais retraída depois de abrir o placar, o Fortaleza apostou em lançamentos e contra-ataques e, desta forma, conseguiu ampliar, aos 45min.

Zé Welison desviou de cabeça e a bola ficou com Thiago Galhardo, que deixou para Silvio Romero. Ele entrou na área e aproveitou a saída de Fábio para dar um leve toque e ampliar o placar.

O fraco desempenho no primeiro tempo fez com que Fernando Diniz voltasse do vestiário já com uma mudança. O comandante sacou o zagueiro Nino e colocou o volante Martinelli, mandando o time para frente. E a alteração deu resultado.

Matheus Martins recebeu bola na entrada da área e foi derrubado por Brítez. Em campo, o árbitro marcou falta, mas o árbitro de vídeo encontrou um contato quando o atacante ainda estava dentro da área e a marcação foi alterada para pênalti.

Ganso cobrou muito bem o pênalti, deslocando o goleiro, e mandando para a rede.

Robson, que tinha acabado de entrar, cruzou na cabeça de Galhardo aos 20min. O atacante finalizou no contrapé de Fábio, mas errou o alvo. Três minutos depois, o Flu respondeu com Cano. Fernando Miguel fez uma grande defesa após o chute do argentino.

O centroavante já tinha furado duas vezes, chutou mascado em outra, mas conseguiu balançar a rede aos 26min. Arias cruzou da direita e ele se esticou todo para, enfim, vencer Fernando Miguel. Os jogadores do Fortaleza reclamaram muito do lance, mas o árbitro de vídeo confirmou o tento.

A igualdade deixou o embate muito aberto minutos finais. Os dois times ofereceram espaços e cada ataque parecia promissor, apesar de nenhuma grande oportunidade criada. Os visitantes arriscaram chutes de fora da área, enquanto o Fluminense seguia tentando chegar pela troca de passes.

PRÓXIMOS JOGOS

As duas equipes voltam a campo no final de semana, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. No sábado (20), às 19h, o Flu recebe o Coritiba. Já no domingo (21), às 18h, o Fortaleza encara o Corinthians no Castelão.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir