Cidadeverde.com
Últimas

Explosão de carro mata filha de aliado de Putin na Rússia

Imprimir

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress 

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky fez um alerta sobre uma possível escalada nos ataques da Rússia à Ucrânia depois que a filha de Aleksandr Dugin, aliado próximo de Vladimir Putin, morreu em uma explosão de carro perto de Moscou. O Comitê de Investigação da Rússia apura o incidente, que descreveu como um "ataque ordenado pré-planejado".

A Ucrânia negou a responsabilidade no atentado. "A Ucrânia não tem conexão com a explosão de ontem porque não somos um Estado criminoso como a Rússia", disse o conselheiro de Zelensky, Mykhailo Podolyak, em entrevista. "Devemos estar conscientes do fato de que esta semana a Rússia pode tentar fazer algo particularmente desagradável", afirmou o presidente ucraniano em seu discurso diário, em vídeo.

Zelensky não deu detalhes sobre o que acredita que Moscou possa planejar, mas chamou atenção para a chance de novos ataques coincidirem com o Dia da Independência da Ucrânia, na próxima quarta-feira (24). Nenhuma celebração oficial é esperada durante o aniversário deste ano.

As tensões entre os países aumentaram em meio a supostos ataques ucranianos à infraestrutura militar na península da Crimeia, controlada pela Rússia. Embora a Ucrânia não tenha assumido oficialmente a responsabilidade pela contra-ofensiva, autoridades ucranianas confirmaram ao Wall Street Journal que Kiev estava por trás dos incidentes. Fonte: Dow Jones Newswires.

 

Fonte: Estadão Conteúdo 

Imprimir