Cidadeverde.com
Esporte

Palmeiras aumenta chances de título do Brasileirão; São Paulo se preocupa com Z-4

Imprimir

Encerrada a 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras vê suas chances de título aumentarem. 

Em seguida aparecem Fluminense, Flamengo, Corinthians, Internacional e Ahtletico-PR, de acordo com os dados estatísticas do Departamento de Matemática da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e do site InfoBola, do matemático Tristão Garcia.

A disputa contra o rebaixamento também registra paridade. O Juventude vive situação crítica, mas Atlético Goianiense, Coritiba e Avaí ainda respiram na luta pela permanência na elite do futebol brasileiro. A sequência negativa no torneio nacional também começa a preocupar o São Paulo.

TÍTULO

Time - UFMG - Infobola

Palmeiras - 74,7% - 78%

Fluminense - 9,0% - 7%

Flamengo - 7,1% - 7%

Corinthians - 3,2% - 3%

Internacional - 3,2% - 3%

Athletico-PR - 2,2% - 2%

Atlético-MG - 0,25% - 0%

Santos - 0,1% - 0%

A disputa por vaga na Libertadores será intensa até as últimas rodadas. A princípio, o Brasil tem direito a seis vagas na próxima edição do torneio continental. Porém, em casa de conquistas da Libertadores e da sul-americana por equipes brasileiras, esse número aumenta para oito. 

Somado a isso, se o campeão da Copa do Brasil estiver entre os nove primeiros colocados, o G-6 pode virar G-9. Para efeito estatístico, a UFMG considera G-8.

LIBERTADORES

Time - UFMG

Palmeiras - 98,8%

Fluminense - 70%

Flamengo - 65%

Internacional - 48%

Corinthians - 47,5%

Athletico-PR - 38,7%

Atlético-MG - 10,3%

Santos - 7,8%

América-MG - 5,6%

Red Bull Bragantino - 3,3%

Fortaleza - 1,4%

Goiás - 1,3%

São Paulo - 1,1%

Botafogo - 0,5%

Quatro equipes serão rebaixadas para o Campeonato Brasileiro da Série B de 2023. De acordo com as estatísticas, 13 equipes ainda têm chances significativas de terminarem o torneio rebaixadas. Veja a lista:

REBAIXAMENTO

Time - UFMG - Infobola

Juventude - 92,1% - 93%

Atlético Goianiense - 66% - 67%

Coritiba - 64,1% - 65%

Avaí - 56,6% - 59%

Cuiabá - 39,8% - 39%

Ceará - 23,8% - 26%

Botafogo - 19,7% - 16%

Fortaleza - 11,6% - 12%

São Paulo - 9,1% - 8%

Goiás - 9% - 7%

Red Bull Bragantino - 4% - 4%

América-MG - 2,7% - 2%

Santos - 0,94% - 1%

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir