Cidadeverde.com
Entretenimento

FestLuso 2022 traz peça com atores africanos nesta quinta (25); confira programação

Imprimir

Foto: Divulgação / Ascom 


Atores de "Encontro de Estórias"

A programação do FestLuso 20222 desta quinta-feira (25/08) traz espetáculos do Piauí e uma peça que une três artistas africanos, de Moçambique, Guiné-Bissau e Cabo Verde. O festival este ano reúne sete países falantes da língua portuguesa com a novidade de uma peça da Argentina, país de língua latina.

A programação desta quinta-feira começou, às 9h30, com “Rodas de Conversas: Relatos e Processos”, na sala Metara, do Luxor Hotel. Depois, das 15h às 17h, acontece a “Oficina de Produção”, no auditório Maestro Reginaldo Carvalho – Escola de Música de Teresina. Às 19 horas, será encenada a peça “Encontro de Estórias”, no Teatro Municipal João Paulo II e logo depois, às 21 horas, a peça “Virgens à Deriva”, do gru po COTJOC, em coprodução com o Grupo Harém de Teatro, no Teatro Estação (Espaço Cultural Trilhos).

“Encontro de Estórias”

“Encontro de Estórias” é um diálogo performático entre atores provenientes da África lusófona, Klemente Tsamba (Moçambique), Adriano Reis Express (Cabo Verde) e Atcho Express (Guiné-Bissau) que, recorrendo ao universo dos contos tradicionais de seus países de origem, se metamorfoseiam em matéria-prima flexível, na busca de novos paradigmas sobre o papel da oralidade na era contemporânea.

“Virgens à Deriva”

O espetáculo “Virgens à Deriva”, do Grupo COTJOC, de Teresina,  é a travessia de destinos já entrelaçados desde sempre, vidas marcadas por um interesse comum, a liberdade de almas. Só não contavam que seriam as suas próprias almas que seriam libertas. Uma tragédia levaria as atrizes da peça a se salvarem e depois a se encontrarem como mulheres a um caminho via mar até a terra prometida; assim tudo era possível, só não esperavam tanto. Essa viagem torna tudo mais possível, quando se percebe nas chances de sobrevivência uma luta pelas suas próprias liberdades. Virgens à Deriva tem no elenco Andressa Santos, Nanda Souza e Janá Silva.

Foto: Divulgação / Ascom

“Estamos muito ansiosas para a nossa terceira apresentação de “Virgens...”, principalmente porque é a primeira vez que estamos nos apresentando em um festival internacional. Ao mesmo tempo o Teatro Estação é um lugar que conhecemos como palco e estamos felizes”, disse Andressa Santos.

A 12ª edição do Festival de Teatro Lusófono (FestLuso) 2022 segue até dia 28 de agosto, com vasta programação de espetáculos falantes da língua portuguesa, que reúnem companhias piauienses, de Pernambuco, São Paulo, Portugal, Moçambique, Guiné Bissau, Cabo Verde, de Angola e a grande novidade, a presença da Argentina, e passa a incluir outra derivação do latim.

As apresentações serão gratuitas e o uso de máscara será obrigatório. Para ter acesso a cada apresentação, o público deve chegar até meia hora antes para ter acesso aos ingressos.

No caso das oficinas, serão permitidas até 25 pessoas por turma. O FestLuso 2022 tem realização do Grupo Harém de Teatro; patrocínio da Equatorial Energia, por meio do SIEC; Secretaria de Estado da Cultura do Piauí – SECULT – Governo do Estado do Piauí e Piauí 200. Apoio: Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves – FMC e Prefeitura Municipal de Teresina. Produção: Navilouca Produções.

 

Da Redação
[email protected] 

Imprimir