Cidadeverde.com
Esporte

Torcedores protestam em frente a FFP: “O Flamengo-PI está no caixão”

Imprimir

 

Na tarde desta quinta-feira (25) membros de torcidas organizadas do Flamengo do Piauí se reuniram em frente a sede da FFP em ato de protesto contra a atual gestão do Esporte Clube Flamengo, que tem como presidente Rubens Gomes. O grupo alega que existem uma série de irregularidades dentro do clube nos últimos anos e afirmam que atual gestão assumiu através de eleições ilegais. 

Os torcedores se reuniram diante a FFP porque o Flamengo-PI atualmente não tem sede própria. “Por isso que hoje o Flamengo está onde está. São 27 anos de desmandos, desrespeito ao torcedor e hoje só está aqui quem realmente acredita na mudança. Hoje o Flamengo faz sua eleição através de assembleia geral, o que é ilegal, pois o próprio artigo 67 do estatuto é claro – qualquer ato que é feito de uma assembleia geral seja ela ordinária ou extraordinária que não seja para eleger o conselho deliberativo é nulo, nada tem validade, e todas as eleições do Flamengo do Piauí desde 2001 é feita dessa forma”, alegou André Russo, torcedor. 

Fotos: Cidadeverde.com

De acordo com o grupo, o Flamengo estava com CNPJ inativo nos últimos três anos, de fevereiro de 2019 até janeiro de 2022, mas mesmo assim conseguiu disputar os Campeonatos Estaduais, algo que anos atras, em 2019, foi motivo de a federação piauiense ter impedido o Oeiras de disputar a Série B do Estadual. Na época, a FFP alegou que o clube estava com CNPJ inativo. 

“O Flamengo está dentro de um caixão, em uma sepultura e esperando só a terra cair em cima dele. Não tem mais nada. Acabaram com o Esporte Clube Flamengo e essa federação é conivente com tudo isso, que passa a mão na cabeça desse presidente corrupto. Nunca houve prestação de contas de um centavo desde o dia que foi eleito no dia 21 de agosto de 2019, nunca foi feita uma reunião com o conselho diretor dele que se você procurar não se sabe nem quem são essas pessoas”, acrescentou André Russo. 

O Flamengo foi rebaixado do Campeonato Piauiense desse ano e em 2023 irá disputar a Segunda Divisão. O time fez a pior campanha da sua história em 14 jogos foram 13 derrotas e apenas um empate, um ponto somado e o rebaixamento veio rodadas antes de encerrar a primeira fase da competição.

Paralelo a isso, o clube vive uma série de questões na esfera judicial – investigação de possível manipulação e venda de jogos que foi aberta pelo próprio presidente do clube e também dívidas trabalhistas milionárias que quase impediram o clube de disputar o Estadual desse ano. 

 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

 

Imprimir