Cidadeverde.com
Esporte

Brasil busca virada contra Cuba e vence na estreia no Mundial de vôlei

Imprimir

A estreia da seleção brasileira masculina de vôlei foi mais sofrida que o esperado no Mundial, disputado na Polônia e na Eslovênia.

Foto - FIVB - Divulgação

Os comandados do técnico Renan Dal Zotto suaram para buscar uma dura virada sobre Cuba, que chegou a abrir 2 a 0 no placar antes da reação brasileira nos três sets seguintes. 

O Brasil venceu por 3 a 2, com parciais de 33/31, 21/25, 25/16, 25/17 e 18/16.

A partida disputada em Liubliana, capital da Eslovênia, foi marcada pela tensão e pela irregularidade por ambas as equipes. Se o Brasil abusou dos erros nas duas primeiras parciais, Cuba perdeu ritmo no terceiro e quarto sets e falhou demais, principalmente nos saques, no tie-break.

Para tanto, a seleção contou com o poderoso retorno de Wallace ao time, pouco mais de um ano depois do anúncio de sua aposentadoria. Ele foi decisivo nesta estreia, sendo o maior pontuador do jogo, com 22 pontos.

Leal, no reencontro com sua ex-seleção, também brilhou, com 20 pontos. Pela equipe cubana, o maior destaque foi Herrera, com 18.

Renan mandou à quadra a seleção brasileira escalada com Flavio, Lucão, Lucarelli, Bruninho, Wallace e Leal. Mas um dos principais destaques do jogo foi o reserva Fernando Cachopa. O levantador entrou no decorrer da partida e brilhou tanto nas jogadas quanto na motivação da equipe.

Com esta formação, o time brasileiro começou melhor e abriu cinco pontos de vantagem no set inicial. Cuba reagiu na metade da parcial, virou o duelo e venceu a primeira batalha da partida No segundo set, a equipe cubana começou mais concentrada e sustentou a liderança no placar desde o início.

O panorama do confronto mudou quando Renan colocou Cachopa e Rodriguinho em quadra. Todos os fundamentos começaram a funcionar e o Brasil chegou a abrir 16/7 no marcador. No embalo, o time nacional levou também o quarto set, empatando o duelo e forçando a disputa do tie-break.

O Brasil seguiu melhor em quadra e começou na frente. Aproveitando as falhas de Cuba no saque, o time de Renan fez 12/8. Mas os rivais não desanimaram e viraram o marcador.

Num final de jogo tenso e cansativo, o Brasil precisou salvar um match point antes de retomar a dianteira no placar e sacramentar a vitória.

O time brasileiro volta a jogar na manhã de domingo. Enfrentará o Japão às 9 horas, pelo horário de Brasília, em novo jogo do Grupo B.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir