Cidadeverde.com
Esporte

Cruzeiro goleia o Náutico e abre 19 pontos para o quinto colocado da Série B

Imprimir

O Cruzeiro continua soberano na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro e tranquilo na caminhada rumo ao acesso para a elite do futebol nacional. 

Crédito Foto: Staff Images - Cruzeiro

Nesta sexta-feira à noite, o time celeste fez valer a superioridade técnica e goleou o Náutico por 4 a 0, atingindo os 57 pontos, 19 de vantagem sobre o quinto colocado, o Londrina, com 38. 

Líder absoluto, está cada vez mais próximo de retornar à Série A. Esta partida foi realizada no estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), e foi válida pela 26ª rodada.

O resultado aumentou a vantagem cruzeirense na ponta da tabela e mostra que o acesso é uma questão de tempo. Ninguém duvida disso e basta saber quando a vaga estará garantida de forma matemática Agora são 19 pontos de distância do Londrina, quinto colocado, e 13 do vice-líder Bahia.

Além disso, a vitória colocou fim ao jejum de dois jogos sem vitória na Série B. O Cruzeiro vinha de empates com Londrina e Grêmio e segue sem perder desde o dia 9 de julho, quando caiu diante do Guarani por 1 a 0, em Campinas, pela 17ª rodada. São nove jornadas de invencibilidade na competição.

Por outro lado, o Náutico continua afundando na parte debaixo da tabela. Na lanterna, tem apenas 21 pontos e segue em crise depois da semana confusa com as demissões do executivo Ari Barros, do técnico Elano Blumer, e os pedidos de desligamento do zagueiro Bruno Bispo e do atacante Jhonatan Jesus. 

O técnico Dado Cavalcante estreou na condição de quinto comandante do Timbu na temporada.

Os 36 pontos de distância entre os dois times na tabela foram refletidos em campo. Melhor ataque da Série B, com 34 gols, o Cruzeiro não teve dificuldade em superar a defesa do Náutico, a mais vazada da competição, com 37 gols sofridos. 

Edu, que encerrou jejum de 12 jogos sem marcar, anotou o seu 17º em 2022 e o sexto na Série B, abrindo o marcador. Eduardo Brock, Lincoln, de pênalti, e Jajá marcaram os outros gols no segundo tempo.

Desde o começo a diferença na tabela de classificação ficou evidente e o Cruzeiro pressionou o Náutico. Antes dos de minutos, Bruno já tinha evitado o gol de Edu. Aos 13, o Cruzeiro abriu o marcador com Oliveira, porém, o gol foi anulado após consulta ao VAR por impedimento de Eduardo Brock no lance.

O gol anulado não desanimou o time mineiro, que seguiu atacando o Náutico e chegando com perigo, principalmente com o atacante Edu. Aos 23, o artilheiro acertou a trave após receber a bola pelo lado esquerdo e soltar a bomba. 

Na segunda chance, Edu não perdoou. Aos 24 minutos, após cruzamento de Zé Ivaldo, ele surgiu no meio dos dois zagueiros e mandou de cabeça para as redes.

Acuado e sem conseguir ficar com a bola, o time pernambucano foi uma presa fácil no primeiro tempo. Apesar da fragilidade, os visitantes ainda tiveram duas chances de empate e falharam.

No segundo tempo, foi mantida a mesma intensidade do Cruzeiro. Aos 22 minutos, a torcida se tranquilizou quando saiu o segundo gol. Após cobrança de escanteio, Zé Ivaldo tocou de cabeça para Eduardo Brock, que também de cabeça, mandou para as redes.

Se a situação estava ruim para o Náutico, ficou ainda mais complicada a partir dos 27, quando João Paulo foi expulso após acertar o cotovelo em Luvannor. Quatro minutos depois, João Lucas tocou a mão na bola na área e, após consulta ao VAR, o pênalti foi assinalado. 

Na cobrança, Lincoln bateu com categoria, deslocando o goleiro para marcar o terceiro. Aos 41, Jajá chutou de fora da área e transformou a vitória em goleada.

O Cruzeiro volta a jogar na próxima terça-feira, em visita ao Sampaio Corrêa, no estádio Castelão, em São Luís (MA), às 19h.

No mesmo dia, o Náutico joga mais uma vez fora de casa. O time pernambucano encara o CSA no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), às 21h30. Os dois jogos são válidos pela 27ª rodada.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir