Cidadeverde.com
Geral

Polícias Civil e Militar realiza apreensões de veículos durante Operação Metatron

Imprimir
  • operacao8.jpg Divulgação / PM
  • operacao6.jpg Divulgação / PM
  • operacao5.jpg Divulgação / PM
  • operacao3.jpg Divulgação / PM
  • operacao2.jpg Divulgação / PM
  • operacao.jpg Divulgação / PM

As polícias Militar e Civil executaram, na noite de sábado (27), mais uma etapa da Operação Metatron. Mais de 160 policiais e 60 viaturas foram distribuídos nas diferentes zonas da capital com o intuito de dar aos teresinenses uma sensação de segurança e para reduzir os índices de violência. A concentração ocorreu no Quartel do Comando Geral da PM-PI, de onde as equipes partiram.

A polícia montou barreiras em diferentes pontos da cidade. Na Avenida Universitária, zona leste, a fiscalização apreendeu seis motocicletas nos 30 primeiros minutos de abordagem. Motociclistas sem capacete, sem CNH e atraso no licenciamento foram algumas das irregularidades constatadas.

“Quando conduzem um veículo sem habilitação, eles muitas vezes deixaram de passar por um curso de direção defensiva ou por alguma outra instrução no que diz respeito aos cuidados com o veículo. Com certeza este trabalho impacta positivamente na redução da violência no trânsito”, ponderou o major Ocimar Silva, da Ciptran.

Viaturas e motos da PM circularam nos bairros e corredores de grande fluxo, promovendo patrulhamento e abordagens com busca pessoal à procura de drogas e armas.

“É para nossa própria segurança. Essa abordagem veio no momento certo”,  avaliou o balconista Alex Braga, que passou por uma blitz e foi liberado para seguir caminho.

Equipes da Polinter, Delegacia de Entorpecentes, 5º e 8º Distritos Policiais fortaleceram a operação. A Polícia Civil teve como foco a busca por foragidos da Justiça e a recuperação de veículos roubados. “Traçamos um plano operacional para abordagens em locais estratégicos, onde nossas estatísticas mostram os maiores índices de roubos e furtos”, declarou o delegado Antônio Nilton, da Polinter.

O efetivo usado na operação foi voluntário. Os militares receberam dinheiro extra para trabalhar na folga. “A abordagem está sendo intensificada justamente para fazer a prevenção da arma, da droga, do veículo roubado. Tivemos 8 blitzen em Teresina para coibir crimes. Uma megaoperação em toda a cidade”, declarou o sub-diretor geral de operações, tenente coronel Canuto.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir