Cidadeverde.com
Picos

Audiência pública discute suspensão de serviços gratuitos de saúde em Centro de Reabilitação

Imprimir

Fotos: Paula Monize - Cidadeverde.com/picos

Na manhã desta segunda-feira (29) foi realizada na Câmara Municipal de Picos audiência para discutir a suspensão dos serviços gratuitos em Saúde ofertados pelo Centro de Reabilitação Clínica Santa Ana.

Participaram do evento, o presidente da Casa Legislativa, Francisco das Chagas, vereadores, representantes do Centro de Reabilitação Santa Ana (usuários e colaboradores), representantes da Secretaria de Saúde de Picos e OAB Seccional de Picos.

Na ocasião, foi esclarecida a motivação da suspensão dos recursos pelo Ministério da Saúde que garantem o funcionamento do Centro, onde são atendidos 1000 usuários com algum tipo de deficiência.

Usuários do Centro de Reabilitação lotaram o Plenário

O presidente da Câmara de Vereadores, Francisco das Chagas, explicou que durante a audiência, município e o centro puderam apresentar a situação enfrentada e buscar um denominador comum para evitar a suspensão definitiva dos serviços.

“Estamos discutindo sobre o credenciamento da Clínica Santa Ana que presta serviços de atenção à comunidade. A Clínica está apresentando a denúncia que está sendo perseguida pelo município. Hoje trouxemos toda a estrutura do município para dar a explicação que o Ministério da Saúde é que está exigindo as adequações. Vamos buscar uma alternativa para resolver esse problema e não prejudicar a clínica e a comunidade”, disse o vereador.

Francisco das Chagas reforça ainda que o município de Picos contava com dois centros de reabilitação, um deles foi descredenciado trazendo prejuízos à população que se utiliza dos serviços.

“Tínhamos duas clínicas, uma delas já foi descredenciada e a outra corre esse risco. Não queremos que a população sofra, deixe de receber os serviços”, pontuou.

A proprietária do Centro de Reabilitação Santa Ana, Cleydiana Bezerra, ressaltou a importância da unidade de saúde para as Pessoas com Deficiência.

“Todo mundo tomou conhecimento que houve uma suspensão dos recursos da Santa Ana, estamos desde junho sem receber, mas os atendimentos da Clínica continuam. Temos aproximadamente quase 1000 pacientes que não podem ter seus tratamentos interrompidos. Nós não baixamos a guarda de defender os direitos da Pessoa com Deficiência, que todos os órgãos vistam a camisa e defendam este público. Picos tem que lutar esse centro não é só de Picos, mas de três territórios Guaribas, Sambito e Canindé”, destacou. 

Cleydiana Bezerra ainda acrescentou que a suspensão dos recursos fora decorrente do Centro não ter atingido a meta de atendimentos nas deficiências visual e auditiva. Para a proprietária com a regulação e organização das informações é possível reverter a situação.

 

Paula Monize
[email protected]

Imprimir