Cidadeverde.com
Vida Saudável

Vacina tetra viral combate doenças graves como sarampo e caxumba

Imprimir


Foto: Ministério da Saúde

 

A vacina tetra viral ajudou a eliminar uma série de doenças que eram comuns durante a infância. É aplicada por meio de injeção a partir dos 15 meses e previne contra quatro agravos que estão controlados em função da vacinação como, por exemplo, o sarampo. A doença ocasiona inflamações visíveis na pele e compromete mucosas, pulmão e pode levar à morte.

A tetra também imuniza contra a caxumba, que causa mal-estar e inchaço próximo ao queixo e pescoço. Pode causar surdez, cegueira e levar à morte. A rubéola, doença parecida com o sarampo, causa inflamação na pele, compromete a respiração e causa muito mal-estar. A varicela, também conhecida como catapora, causa inflamação visível na pele, dor de cabeça, pneumonia e infecção no ouvido.

As vacinas possuem um importante papel, diminuindo os riscos de doenças e possibilitando um crescimento saudável. Durante o primeiro ano de vida, o bebê recebe um número maior de vacinas, diferente de outras etapas da infância e vida adulta. Com a Caderneta da Criança, o Ministério da Saúde disponibiliza informações sobre o ciclo de crescimento e as vacinas aplicadas em cada etapa da vida.

Algumas doenças, como a poliomielite (paralisia infantil), a Síndrome da Rubéola Congênita, a rubéola, o tétano materno e neonatal e a varíola estão eliminadas devido à vacinação, mas a ocorrência de baixas coberturas vacinais podem fazer com que haja a reintrodução dessas doenças no País.

Todos os imunizantes indicados na caderneta são oferecidos de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e recomendados pela Organização Mundial da Saúde.

 

Fonte: Ministério da Saúde

Imprimir