Cidadeverde.com
Esporte

Renan pede paciência ao Brasil em clássico com a Argentina no Mundial de Vôlei

Imprimir

 evolução da seleção brasileira no Mundial de Vôlei Masculino pode atingir um novo nível na quinta-feira, quando os comandados de Renan Dal Zotto enfrentarão a Argentina em clássico válido pelas quartas de final do torneio, disputado na Polônia e na Eslovênia. 

Além da rivalidade e do histórico recente de decisões envolvendo as duas equipes, Dal Zotto vê o estilo de jogo dos argentinos como um fator importante a ser destacado, pois colocará algumas qualidades do Brasil à prova.

"O time argentino tem bons sacadores, mas a característica principal é o volume de jogo. Então, precisamos jogar com paciência e colocá-los sob pressão o tempo todo. É uma equipe que merece todo o nosso respeito", disse o treinador, que também destacou o peso de enfrentar o rival sul-americano em uma fase avançada do Mundial.

"Quartas de final de um Mundial sempre será uma partida equilibrada, com muita atenção dos dois lados. E enfrentar a Argentina sempre tem um aspecto diferenciado, pois trata-se de um clássico sul-americano.

E toda vez que estas equipes se enfrentam fazem partidas interessantes. O mais importante é termos condições de estudar bastante os argentinos e fazer o nosso melhor. Entregar nossos fundamentos em um nível de excelência", concluiu.

O duelo de quinta-feira será o primeiro deste ano entre as duas seleções, que se enfrentaram em jogos importantíssimos na temporada passada.

A Argentina foi a responsável por tirar a medalha de bronze do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em agosto de 2021. No mês seguinte, em setembro, os brasileiros sentiram o gosto da revanche ao vencerem o Sul-Americano justamente diante dos argentinos, em Brasília.

O reencontro está marcado para as 12h30 desta quinta-feira (horário de Brasília), em Gliwice, na Polônia. A equipe que avançar terá o vencedor do duelo entre Polônia e Estados Unidos como adversário na semifinal.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir