Cidadeverde.com
Geral

Governo instala comissão para transferir servidores da Evangelina para nova maternidade

Imprimir

Foto: Paula Sampaio


O Governo do Estado instalou uma comissão para estudar a transferência de mais de 2 mil servidores da Maternidade Evangelina Rosa para a Nova Maternidade de Teresina, na Avenida Presidente Kennedy. Segundo a governadora Regina Sousa (PT), o objetivo é inaugurar a unidade e colocar em funcionamento pelo menos dois setores até o mês de dezembro. 

Cristiane Moura Fé, presidente da Comissão de Transição entre as maternidades, os primeiros setores a serem abertos na Nova Maternidade são, na área de assistência, o setor ambulatorial, para o cuidado com bebês de alto risco, e na parte de serviços de apoio, as salas de esterilização, lavanderias e atendimento pré-natal, cuidado eletivo dos bebês e internação. 

A parte assistencial será a última a ser transferida. A administração do local será feita pela Associação Reabilitar. A associação, gestora da nova maternidade, que tem a responsabilidade pela transferência dos servidores e todos os outros aspectos administrativos relacionados ao funcionamento do novo prédio. A comissão formada poderá sugerir alternativas e debater sobre as melhores formas de executar as etapas da transição

“Esse prédio atende toda a legislação sanitária, legislação de RDC’s, parte de funcionamento de serviços, de cada setor e o que mais temos tido cuidado é com o processo de trabalho a ser trazido para cá, com uma comunicação com os municípios”, afirmou a coordenadora. 

Cristiane Moura Fé ainda acrescentou que os profissionais vão passar por uma capacitação. Há a necessidade de um treinamento, pois o serviço ofertado na nova estrutura será informatizado. Segundo ela, a logística é a de fazer a transferência semana-a-semana. 

“Todo o ambulatório já vira atender aqui nesse novo espaço e como é eletivo, dará para fazer um corte de uma semana para a outra, nos serviços de apoio do mesmo jeito, vira uma equipe, monta tudo e instalado e testado já começamos a capacitação”, disse. 

CONCURSO 

A governadora Regina Sousa (PT) destacou que a administração municipal primeiro fará esse estudo para a transferência de profissionais de um espaço para outro e avaliou que o estudo para um novo concurso a fim de atender a Nova Maternidade deverá ser feito pelo próximo governador eleito. 

“Todo o pessoal do estado que é da Evangelina Rosa vai trabalhar aqui, desde que queira, não tem essa história de terceirizar tudo, vamos precisar de alguns profissionais, o Estado deve fazer concurso no ano que vem. O fuxico que espalham é que vai terceirizar é que vão ficar sem fazer nada, mas não é assim, olha o tamanho dessa maternidade pra a outra, terá serviço para todo mundo”, pontuou a governadora. 

 

 


Flash Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir