Cidadeverde.com
Esporte

Brasil vence clássico com a Argentina e avança à semifinal do Mundial de Vôlei

Imprimir

A seleção brasileira venceu a Argentina por 3 sets a 1 em clássico disputado nesta quinta-feira, pelas quartas de final do Mundial de Vôlei, chegou à sétima semifinal seguida em edições do torneio e manteve vivo o sonho do tetracampeonato. 

Foto - Divulgação - CBV

O ponteiro Leal, autor de 25 pontos em 22 ataques, um bloqueio e dois saques, foi o líder da classificação, que teve parciais de 25/16, 23/25, 25/22 e 25/21.

O triunfo em Gliwice, na Polônia, foi o segundo do Brasil diante dos rivais desde a derrota na disputa pelo bronze olímpico no ano passado. Depois daquele jogo, os brasileiros já haviam sentido o gosto da revanche quando venceram os argentinos na final do Sul-Americano.

O resultado também representa mais um passo na evolução da equipe comandada por Renan Dal Zotto, após momentos de oscilação Antes do Mundial, foi eliminada justamente nas quartas de final da Liga das Nações, em julho, após derrota para os Estados Unidos, que pode ser o próximo adversário do Brasil no Mundial, se passar pela Polônia.

Nesta quarta, foi possível observar a capacidade da seleção em lidar com dificuldades e reverter situações mais complicadas.

Após ficar de fora do confronto com o Irã por causa de um edema na panturrilha, o ponteiro Lucarelli se recuperou a tempo do clássico sul-americano e foi para quadra ao lado de Wallace, Cachopa, Lucão, Flávio, Leal e Thales. 

O clima tenso do clássico se dissipou no início do primeiro set, que foi dominado pelo Brasil sob a liderança de Leal, autor de dez pontos, nove de ataque e um de bloqueio. Um ponto de Wallace fechou a parcial em 25 a 16.

No segundo set, os comandados de Renan Dal Zotto não conseguiram ampliar o domínio e sofreram diante de uma Argentina mais ligada Leal não manteve a média e Lucarelli foi o quem mais pontuou, cinco vezes, assim como o argentino Bruno Lima, melhor pontuador do outro lado da quadra, que terminou o set comemorando uma vantagem de 25 a 23 no marcador.

A parcial seguinte foi de muito equilíbrio, mas o Brasil ganhou bastante confiança após um rali encerrado com ponto de Lucarelli, colocando 11 a 8 no placar.

A partir daí, embora tenham surgido alguns momentos de dificuldade, os brasileiros mostraram alta capacidade de lidar com a pressão para vencer e ficar a um set da vaga nas semifinais. Na quarta parcial Leal continuou ditando o ritmo e liderou um triunfo por 25/16.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir