Cidadeverde.com
Picos

Comerciantes de Picos são alvo de golpes do pix falso

Imprimir

Foto: Arquivo Cidadeverde.com 

A rapidez e praticidade para realizar transferências bancárias é uma característica do Pix. A forma de pagamento instantâneo agradou os clientes que tem sido alvo fácil de golpes.

Em Picos, uma única pessoa conseguiu aplicar diversos golpes do pix falso em estabelecimentos comerciais. A Polícia Civil conseguiu identificá-la, a mesma pagou os valores das compras e ainda responde criminalmente pelos crimes.

O delegado do 1º Distrito Policial, Petrônio Henrique, explica como ocorre o golpe com comprovante falso do pix.

"O estelionatário faz uma compra  em algum restaurante delivery e aí manda para o comerciante um comprovante de pix que na verdade é de um agendamento que não é propriamente o pix. Muitas vezes o comerciante nem se dá conta que foi repassado um pix falso, outros percebem depois. No caso de Picos, a golpista teve de pagar as contas no valor de R$ dois mil reais", disse o delegado.

A comerciante, Ana Beatriz Coelho, relata que no supermercado que é de propriedade da família uma cliente aplicou o golpe do pix falso.

"Essa cliente já tinha feito várias compras via Pix e a gente já tinha o contato salvo no nosso supermercado. A cliente ficou dizendo que não tinha conseguido fazer o QR Code e que seria pela chave. A golpista forjou o comprovante e aplicou o mesmo golpe em outro estabelecimento", explicou.

 A Polícia orienta que os comerciantes devem ficar atentos ao pagamento via pix, pois o dinheiro cai em segundos. Devido a facilidade de pagamento, o recurso financeiro se torna um campo fértil para golpes.

Paula Monize

[email protected]

Imprimir