Cidadeverde.com
Entretenimento

'Sinto como se uma parte de mim tivesse morrido', diz Britney Spears ao falar sobre os filhos

Imprimir

Foto: FramePhoto/Folhapress 

Britney Spears, 40, publicou uma série de áudios em sua conta no Instagram em que comenta a relação com os filhos, Sean Preston, 16, e Jayden James, 15. Neles, a cantora conta como tem se sentido com o afastamento dos dois, que são criados pelo pai, Kevin Federline, 44.

"Eu literalmente não tenho mais proposito", afirma. "Eles eram a minha felicidade, o meu tudo. Eu ansiava por vê-los. Era para isso que eu vivia. De repente, eles se foram."

Ela lamentou o fato de poder passar tão pouco tempo com os jovens. "As pessoas não se lembrar porque sempre focam no negativo, mas quando eles tinham 6 a 9 anos, eu ficava com eles 70% do tempo", lembrou. "Não entendo como é tão fácil para eles me cortarem da vida deles assim."

Em outro áudio, Britney reclama de como os filhos têm se comportado com ela. Recentemente, Federline disse em entrevista que os meninos se envergonhavam das coisas que ela postava no Instagram. Depois, Jayden deu uma entrevista à versão australiana do programa 60 Minutes falando da relação "difícil" como a mãe.

"Agora meus filhos ficam falando: 'Ela não é boa o suficiente, ela quer atenção'. Sim, eu quero ser ouvida e estou com raiva", afirmou. "Meio subconscientemente eu quero ofender as pessoas porque eu fui muito ofendida. Mas temo informar vocês [os filhos] que não estou disposta a vê-los até eu me sentir valorizada."

Ela ainda compartilhou que foi bloqueada pelos filhos e admitiu que deveria ter se valorizado mais na relação com os dois. "Eu dei tanta atenção a vocês que era patético."

Britney diz que não vê Sean e Jayden há cerca de 6 meses, mesmo que pelo acordo de custódia com o ex-marido ela tenha direito a ficar 30% do tempo com eles. Em agosto, Federline compartilhou um vídeo da cantora brigando com os garotos.

Porém, parte do público ficou do lado da mãe, que estaria apenas educando os filhos. "Existe ser rude e existe ser odioso", escreveu ela em uma publicação na época. "Eles me visitavam, entravam pela porta, iam direto para o quarto e trancavam a porta."

 

Fonte: Folhapress

Imprimir