Cidadeverde.com
Esporte

Coritiba supera Atlético-GO em casa e deixa zona do rebaixamento do Brasileirão

Imprimir

Na briga direta contra o rebaixamento, o Coritiba se deu melhor ao vencer o Atlético-Go, por 2 a 0, neste domingo à tarde, no estádio Couto Pereira, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

O reflexo imediato deste resultado é que o time do Paraná deixou a zona da degola e empurrou o Cuiabá para o seu lugar. Já o time goiano continua na penúltima posição, com apenas 22 pontos, seis atrás do próprio Coritiba, agora em 16º, com 28 pontos, e primeiro time fora da zona perigosa.

O time paranaense conseguiu se reabilitar da derrota para o América-MG, por 2 a 0, mas ainda terá uma difícil caminhada para confirmar sua permanência na elite em 2023. Em casa, o Coritiba vai indo bem porque em 14 jogos venceu oito vezes, perdeu quatro e empatou duas.

O Atlético-GO completou seis jogos sem vitória, agora com três derrotas consecutivas. O time precisa recuperar forças e o aspecto psicológico para reagir na competição, após ser eliminado nas semifinais da Copa Sul-Americana pelo São Paulo e, antes, nas quartas de final da Copa do Brasil, pelo Corinthians

O que chamou atenção o início do jogo foi a armação tática de cada time. No Coritiba, o técnico Guto Ferreira colocou o experiente Robinho, reforçando o seu meio-campo com quatro jogadores. No Atlético-GO, Eduardo Baptista optou por apenas três jogadores no meio-campo, deixando três atacantes.

Num primeiro momento, o time goiano se mostrou mais bem assentado em campo, até sendo mais perigoso. Mas o Coritiba também chegava com perigo ao ataque. Os dois times tiveram chances, inclusive, com os goianos tendo uma pontaria melhor, exigindo duas boas defesas do goleiro Gabriel.

O primeiro gol saiu aos 4 minutos, numa jogada pelo lado direito Robinho fez o passe em profundidade para Natanael que foi até o fundo e levantou a bola para o outro lado.

Alef Manga subiu nas costas de Hayner e testou para as redes. Trata-se do 12º gol dele na temporada, só atrás de Léo Gamalho, com 16.

O Atlético-GO voltou para o segundo tempo com duas mudanças. Marlon Freitas e Churín entraram, respectivamente, nos lugares de Edson Fernando e Ricardinho.

Além disso, a marcação foi adiantada para fazer uma pressão inicial. No segundo minuto, Marlon Freitas arriscou de fora e depois Luiz Fernando exigiu grande defesa de Gabriel que espalmou chute forte.

Mas, na sua primeira descida ao ataque, o Coritiba ampliou o placar aos quatro minutos. Robinho cobrou falta e Fabrício Daniel desviou de cabeça, aos quatro minutos.

O time paranaense poderia ter definido a vitória aos oito minutos, quando Fabrício Daniel chutou de fora da área, a bola desviou no zagueiro Wanderson e subiu. O goleiro Renan, de mão trocada, foi no alto e mandou para escanteio. Uma grande defesa, que poderia representar o terceiro gol.

Aos poucos, de forma natural, o Coritiba recuou e o Atlético-Go até tentou ir ao ataque, principalmente pelo lado direito. Mas nem conseguiu diminuir o placar. Irritado, o técnico Eduardo Baptista reclamou da arbitragem e acabou expulso.

Pela 27ª rodada, o Coritiba vai até o Rio de Janeiro para enfrentar o Botafogo, no sábado (17), às 19h, no estádio Engenhão. O Atlético-GO volta a atuar em Goiânia, desta vez diante do Internacional, na segunda-feira (19), a partir das 20h.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir