Cidadeverde.com
Política

No último dia do prazo, TRE já deferiu 362 candidaturas no Piauí

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

No último dia do prazo, nesta segunda-feira (12), o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) já deferiu 362 candidaturas aos cargos em disputa nas eleições deste ano. Pelo menos 45 dos 429 pedidos de registro de candidatura ainda seguem em julgamento. 

Destes, duas são de candidatas ao Governo. Gessy Lima (PSC) e Lourdes Melo (PCO) ainda aguardam o julgamento para confirmarem se poderão ser candidatas ou não. No caso de Gessy Lima, a empresária enfrenta pelo menos dois pedidos de impugnação por denúncias de irregularidades na convenção e na coligação com o Podemos, “O Piauí tem esperança”. 

Já para Lourdes Melo, o TRE-PI pediu a apresentação de documentos que ainda precisavam ser anexados, pois são pré-requisitos para o registro de candidatura. O último parecer feito pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) no processo foi pelo deferimento da candidata. 

Dos candidatos a governador do Piauí, a Justiça Eleitoral já autorizou sete dos nove nomes a concorrerem ao cargo. Já foram deferidas as candidatura de Coronel Diego Melo (PL),  Geraldo Carvalho (PSTU), Gustavo Henrique (Patriota), Madalena Nunes (Psol/federação), Rafael Fonteles (PT/federação), Ravenna Castro (PMN), Sílvio Mendes (União Brasil). 

CANDIDATURAS INAPTAS 

Ainda segundo as informações do TRE-PI, 22 candidatos foram considerados inaptos, sendo 12 por indeferimento e 10 por renúncia. Entre eles, está o candidato a vice-governador de Lourdes Melo, Ronaldo Soares (PCO), por desistência. Ele foi substituído pela agora candidata, Grazielle Alves (PCO). 

Entre outros candidatos indeferidos estão aqueles a deputado estadual, federal e suplentes. Sendo 11 candidatos proporcionais do partido Agir. Entre as outras siglas que tiveram candidatura indeferidas, estão o Patriota,  PDT, PTB e Podemos, com Fábio Servio, que era candidato ao Senado. 

JUSTIÇA ELEITORAL 

Pelo calendário eleitoral, a Justiça tem que julgar todos os pedidos de registros de candidaturas até 20 dias antes das eleições, ou seja, até está segunda-feira (12). Mas, se alguma candidatura não for analisada até este prazo, poderá ser julgada posteriormente.

Em entrevista anterior ao portal Cidade Verde, a chefe de distribuição de processos do TRE-PI, Carmem Campelo, explicou o motivo de alguns julgamento estenderem o prazo. 

“Os candidatos impugnados tem que seguir os ritos da legislação. É um rito mais demorado que envolve um prazo maior para a defesa e,portanto, é mais demorado que realmente pode ultrapassar o dia 12. Mas como só foram sete pedidos acreditamos que o Tribunal cumprirá quase que na totalidade com esse prazo”, explicou. 


Paula Sampaio (com informações da ascom)
[email protected]

Imprimir