Cidadeverde.com
Esporte

Vasco goleia o Náutico por 4 a 1 em São Januário e se recupera na Série B

Imprimir

O Vasco fez mais uma vítima em São Januário, a nona na Série B do Campeonato Brasileiro, ao golear o lanterna Náutico por 4 a 1, na noite desta sexta-feira, na sequência da 30ª rodada.

Foto - Daniel Ramalho - Vasco

O time carioca entrou pressionado, podendo sair do G-4, zona de acesso, mas com o apoio de mais de 19 mil torcedores, manteve-se vivo entre os quatro primeiros da competição. 

Também foi a estreia do técnico Jorginho diante da torcida e sua primeira vitória nesta volta ao clube.

Com a vitória, o Vasco continua na quarta colocação, agora com 48 pontos. Quatro na frente do Londrina. Já o Náutico segue em 20º lugar, amargando a lanterna, somando 27 pontos e cada vez mais perto da Série C de 2023.

Precisando da vitória a qualquer custo, o Vasco foi para cima logo nos minutos iniciais. Raniel, aos três minutos, arriscou de fora da área levando perigo ao gol do Náutico.

Minutos depois, foi a vez de Marlon Gomes tentar o arremate, mas a bola foi à esquerda de Jean. Raniel chegou a balançar as redes, mas o VAR assinalou impedimento do atacante.

Precavido, o Náutico procurava os contra-ataques e lances ensaiados em cobranças de escanteios. Levou certo perigo com Souza, após Jean Carlos cobrar o tiro de canto rasteiro.

O volante chapou a bola que esbarrou na defesa carioca. E com Jobson, em chute forte de fora da área, que obrigou Thiago Rodrigues a espalmar.

O Vasco não tinha o controle da partida e a posse de bola seguia com o Náutico, que forçava as jogadas procurando os escanteios - foram 7 contra 3. Até o VAR voltar a agir, desta vez a favor do Vasco, e denunciar um toque de mão do zagueiro Maurício após um cabeceio de Andrey.

O árbitro foi ao monitor e confirmou a penalidade. Raniel chamou a responsabilidade, deslocou o goleiro e colocou o Vasco à frente do placar aos 33 minutos.

O Náutico acusou o golpe e os cariocas aproveitaram. Eguinaldo recebeu o passe de Paulo Victor e marcou um golaço. O atacante, no bico da grande área, passou por dois defensores e bateu forte, cruzado, ampliando o marcador aos 37 minutos e levando a vantagem de dois gols para os vestiários.

O visitante voltou do intervalo desligado e o Vasco marcou o terceiro com Andrey Santos, no primeiro minuto do segundo tempo. Após bate e rebate na área, a defesa do Náutico afastou mal.

Eguinaldo tentou emendar de primeira, mas furou e a bola sobrou para Andrey Santos. O volante finalizou de fora da área, a bola desviou no caminho e enganou o goleiro Jean.

O time pernambucano foi acordar somente aos 10 minutos. Após cobrança de escanteio de Souza, a bola ficou viva dentro da área e Thiago Rodrigues defendeu um chute à queima roupa de Everton Brito. O Vasco respondeu logo em seguida, mas Raniel, quase na pequena área, cabeceou para fora.

Com o 3 a 0 no placar, o Vasco abaixou as linhas de marcação, querendo tirar proveito dos contra-ataques. Aos poucos, o Náutico foi tomando gosto pela partida. Thomaz carimbou o travessão de São Januário.

E logo depois, aos 26 minutos, Everton Brito diminuiu o marcador. Jean Carlos fez belo lançamento para o jogador, que por trás da zaga, dominou e bateu na saída de Thiago Rodrigues.

O gol animou o time pernambucano. Júlio completou de cabeça o cruzamento vindo da direita e o goleiro vascaíno se esticou todo para evitar o segundo gol. Quando tudo se encaminhava para um final dramático para o torcedor carioca, Figueiredo marcou mais um golaço para coroar a noite do Vasco.

Aos 42, Yuri Lara roubou a bola no meio e rolou para o atacante, que de chapa, mandou na gaveta, sem chance para o goleiro Jean. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar, sacramentando a vitória do Vasco, que se mantém no G-4 da Série B, faltando nove rodadas para o fim do campeonato.

Na próxima rodada, o Vasco encara o líder Cruzeiro, no Mineirão. O jogo será na quarta-feira (21), às 21h. O Náutico entra em campo somente na sexta-feira (23), contra o Sampaio Corrêa, às 19h, no Estádio dos Aflitos.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir