Cidadeverde.com
Política

Silvio Mendes diz que Bolsonaro foi deselegante e faz aceno a Soraya Thronicke

Imprimir

O candidato Silvio Mendes (União Brasil) avaliou nesta segunda-feira (19) que o presidente Jair Bolsonaro (PL) foi "deselegante" ao citá-lo durante uma live na última quinta-feira, uma vez que o partido dele já tem candidato próprio no Piauí, o coronel Diego Melo (PL). 

“Eu acho que, de certa forma, foi uma esperteza dele ou de quem faz a campanha dele. Primeiro porque eu nunca falei com ele, eu nunca pedi nada. É preciso fazer o que é preciso. Acho que foi até deselegante com o Coronel Diego. Eu, não, tenho um partido com a candidata Soraya, que quer unificar as contribuições”, disse o candidato do União Brasil, durante caminhada no bairro Piçarra, zona Sul de Teresina. 

Ao comentar sobre a repercussão que teve o “boa sorte” do presidente, Silvio Mendes rejeitou o apoio de Bolsonaro e, na resposta, citou o ex-presidente Lula (PT) e fez acenos a candidata Soraya Thronicke (União Brasil). 

“Eu até estranhei, porque ele tem um candidato oficial do partido dele. Eu tenho dito que se for escolhido, será como fui prefeito no tempo do Lula, as coisas aqui tiverem a ajuda do governo Lula, que os petistas se zangam, mas mesmo tempo o governo eles não fizeram. Vou citar um exemplo que é a Ponte Estaiada, símbolo de Teresina e o HUT, a maior obra de saúde do Piauí”, disse. 

Questionado se iria declarar apoio para Soraya Thronicke, Sílvio Mendes elogiou a candidata e revelou ter a autorizado a usar a imagem dele em propaganda eleitoral. A estratégia do candidato, porém, permanece sendo a de manter-se distante da disputa presidencial. 

“Eu sou candidato a governador do Piauí, isso já é muita coisa para fazer, me dedicar e levar a minha experiência”, declarou. 

Nesta manhã, Silvio Mendes acompanhado de Iracema Portella (Progressistas) realizaram uma caminhada no bairro Piçarra, conversando com empresários e trabalhadores do setor de construção civil. 

 

 

Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir