Cidadeverde.com
Últimas

Sesapi opera mais de 1.600 pessoas em mutirões de catarata no Piauí

Imprimir

Foto: Sesapi

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) iniciou as primeiras etapas do projeto "Estratégia de Ampliação do Acesso aos Procedimentos Cirúrgicos Eletivos - Oftalmologia, 2022" (Mutirões de Catarata). Nesta primeira fase 1.657 pessoas já foram operadas, a meta é realizar mais de 12 mil cirurgias. 

“Vamos tentar atender a demanda reprimida, que infelizmente ainda ficou da pandemia. Nosso objetivo é operar mais de 12 mil pessoas, apenas de catarata, porém a perspectiva é de realizar mais de 20 mil cirurgias até o final de 2022, entre as de rotina e os mutirões, de diversas especialidades, que acontecerão na capital e no interior”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Neris Júnior. 

Os procedimentos de consulta e triagem iniciaram pelas regiões de saúde da Planície Litorânea, Cocais e Vale do Guaribas. Na cidade de Piripiri foram contempladas 1.101 pessoas no processo de triagem e 881 passaram por cirurgias. Em Esperantina a etapa triagem atendeu 518 indivíduos e foram operados 414. Em Luzilândia na fase de triagem foram 258 atendimentos e no processo operatório 206 foram contemplados. A cidade de Cocal também recebeu o mutirão que atendeu 195 pessoas no processo de triagem e 156 passaram pela cirurgia de catarata.

Em Parnaíba foi iniciada a etapa de triagem no último final de semana, para atender moradores do município e outras cidades da Planície Litorânea. Nesta fase 1.055 passaram pela triagem e a  expectativa é que 844 cirurgias sejam realizadas, de 22 a 25 de setembro.

Já na região do Vale do Guaribas os procedimentos cirúrgicos inciaram na segunda-feira(19), e vão até o dia 29 de setembro. Na etapa de triagem 2.751 pessoas, de 42 municípios, foram atendidas e a previsão é que 2.200 sejam beneficiadas pelas cirurgias. do Mutirão de Catarata da Sesapi. 

“O mutirão é dividido em algumas etapas. Primeiro, acontece a consulta, em que serão triados os usuários que necessitam e estão aptos a realizar procedimentos cirúrgicos. Depois, a cirurgia é efetuada. Por fim, há o pós-operatório, que possibilita assistência às intercorrências para pacientes”, explica o gestor.

O projeto vai passar por todos os territórios piauienses, até o final do mês de novembro de 2022, e os moradores, que precisam de cirurgias de catarata, dos 224 municípios do Piauí serão atendidos. Para este projeto o público prioritário é a população idosa acima de 60 anos. Preferencialmente, pacientes que já estejam inseridos em sistemas de regulação, principalmente aqueles com regulação para cirurgia de catarata. “Para ter acesso aos procedimentos cirúrgicos os pacientes precisam procurar a Secretaria Municipal da Saúde de sua cidade, por onde são avaliados e encaminhados, se necessário, para a etapa de triagem onde são examinados para saber as necessidade ou não de cirurgia”, reforçou Neris Júnior.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir