Cidadeverde.com
Entretenimento

Kanye West nega que seu catálogo de músicas esteja à venda

Imprimir

Crédito: Zanone Fraissat/Folhapress

O cantor Kanye West, 45, usou seu Instagram nesta terça-feira (20) para negar que seu catálogo de músicas teria sido colocado à venda. Ele revelou que ficou assustado com a informação sobre comercialização de suas obras após uma notícia publicada pela Billboard. Segundo a reportagem, representantes do rapper têm se encontrado com possíveis compradores para combinar os valores de uma negociação milionária.

Segundo o site americano as canções de Ye (novo nome legal de West) geram U$13,25 milhões, aproximadamente R$ 70 milhões, ao ano. "Assim como [aconteceu com] Taylor Swift, meu catálogo está sendo colocado à venda sem o meu consentimento", escreveu o músico nos stories e ainda reforçou. "As minhas músicas não estão à venda."

Atualmente, o catálogo de Ye é administrado pela Sony Music e, ao todo, o cantor tem 11 álbuns de estúdio lançados em sua carreira.

Vale lembrar que em entrevista recente ao podcast "Alo Mind Full", Ye revelou que não tem o hábito da leitura: "Na verdade, nunca li um livro. Para mim, ler é como comer couves de Bruxelas". Ele também já criticou abertamente a postura da ex-mulher, Kim Kardashian, 41, e sua família. "Não deixe Kris [Jenner] influenciá-la a posar para Playboy como ela fez com Kylie [Jenner, sua ex-cunhada] e Kim. Hollywood é um gigante bordel e a pornografia destruiu minha família", escreveu Kanye em stories que foram apagados.

 

Fonte: Folhapress

 

Imprimir