Cidadeverde.com
Esporte

Após fase conturbada no Corinthians, Willian diz que 'Londres é minha casa'

Imprimir

Ele apostou num retorno ao clube que o revelou, mas voltou bem antes do esperado. Num resumo sobre a passagem pelo futebol brasileiro, Willian garante que foi o mesmo jogador da Premier League no Corinthians mas, após passar por momentos delicados fora de campo, diz ter uma certeza: "Londres é a minha casa."

Em entrevista ao jornal The Athletic, o meia que atualmente defende o Fulham, falou sobre a pressão e o impacto que o atleta sofre quando as coisas não vão bem dentro de campo.

"No Brasil, se você perde um jogo, não pode sair de casa. Você não pode ir a um restaurante. Não tenho dúvidas de que quero viver em Londres, minha família adora e eu adoro", afirmou o jogador que chegou ao Corinthians com status de estrela em agosto do ano passado.

No entanto, as coisas acabaram não acontecendo como Willian esperava. Os resultados não vieram e a pressão em cima do atleta começou a sair do controle.

"Ficou difícil quando perdemos alguns jogos. Em uma partida, não tive o meu melhor desempenho e as pessoas começaram a atacar minha família pelas redes sociais. A partir dali comecei a pensar em deixar o Corinthians", afirmou o jogador ao periódico inglês.

Willian, no entanto, garante ter sido o mesmo atleta que brilhou no Campeonato Inglês. "Fui o mesmo Willian da Premier League. Mas as pessoas lá (no Brasil)olhavam apenas para os gols e as assistências. Não olhavam para o que eu estava fazendo para o time", disse.

Na entrevista, o atleta disse ainda ter feito boas atuações, mas apontou alguns problemas que acabaram afetando seu rendimento.

"Sofri com problemas de lesão e de adaptação. Foram muitos jogos a cada três dias e não tive tempo de descansar. Mas em termos de ajudar a equipe e fazer as coisas em campo, fui o mesmo da Premier League", reforçou o atleta na entrevista.

Longe da pressão dos torcedores corintianos, Willian está se readaptando ao futebol inglês. O Fulham ocupa a sexta colocação no campeonato com 11 pontos. Em sete jogos, conseguiu três vitórias, dois empates e sofreu duas derrotas.

Aos 34 anos, já em fase final de carreira, a tendência é que o jogador encerre a carreira na Inglaterra e continue morando por lá.

"Como família, sentimos que podemos aproveitar a vida aqui. Um resultado ruim não vai trazer um impacto ruim para sua vida pessoal. Tenho amigos, todo mundo está aqui, é o lugar onde amo estar", finalizou Willian.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir