Cidadeverde.com
Esporte

Santos enfrenta o Athletico-PR enquanto sonha com técnico Marcelo Bielsa para 2023

Imprimir

O Santos sabe da dificuldade, mas não deixa de sonhar com a contratação do técnico argentino Marcelo Bielsa para 2023. O presidente Andres Rueda é quem lidera as negociações.

Rueda procurou saber as condições de Bielsa em 2013, quando o treinador quase assumiu o clube, e acredita que pode reunir todos os argumentos suficientes para convencer 'El Loco' dessa vez.

Enquanto isso, o clube enfrenta nesta terça-feira (27), às 21h (de Brasília), na Vila Belmiro, o Athletico-PR, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Nos primeiros contatos com Marcelo Bielsa, o Santos ofereceu o cargo apenas para dezembro de 2022, depois do fim do Brasileiro e da Copa do Mundo. O argentino teria tempo suficiente para estudar o clube e o futebol do país.

Em 2013, o argentino sugeriu que um de seus auxiliares assumisse o Santos, condição que foi negada à época e que poderia ser aceita agora. A alternativa é o interino Orlando Ribeiro, treinador do sub-20, continuar no cargo até o fim do ano e ajudar nessa transição.

O Santos daria o departamento de futebol para Marcelo Bielsa. O técnico teria a "chave" do clube para escolher auxiliares e analistas para comandar o profissional e a base.

Com Bielsa, o Santos não traria mais um diretor ou gerente e daria a liberdade para todas as decisões, desde que dentro do orçamento pré-estipulado pelo clube para 2023.

O Santos aceita oferecer um alto salário e em euro para o treinador e sua extensa comissão técnica. Outra mudança seria estipular multa rescisória em contrato pela primeira vez desde que Andres Rueda assumiu o Peixe, em dezembro de 2020.

Até agora, o Santos assinou acordos nas normas básicas da CLT, sem multa e prazo de validade. Por Bielsa, o Peixe está disposto a "quebrar" a sua própria regra, até para comprovar que quer um projeto a médio ou longo prazo com o argentino.

A conversa com o profissional ainda não chegou no aspecto financeiro. Até este momento, o papo se baseou apenas em assuntos técnicos do futebol e gestão.

O Santos promete gastar com bons reforços em 2023. Esse planejamento já foi traçado antes mesmo do sonho de Bielsa, mas seria intensificado se o argentino aceitasse o convite.

O clube segue com problemas financeiros, mas terá terminado de pagar vários acordos no início do próximo ano. Dessa forma, teria maior segurança para adquirir direitos econômicos de novos jogadores e pagar salários maiores.

O técnico é fissurado pela formação de jogadores e evolução de jovens. Ele trabalha com um número reduzido em seu elenco e aposta na junção de atletas "prontos" com a base.

O presidente Andres Rueda pretende mostrar a Bielsa os talentos do Santos que estão perto da promoção e os que já estão no grupo principal, além de argumentar que a base treina ao lado do profissional e esse fato poderia ajudar no dia a dia do CT Rei Pelé.

Essas e outras informações serão disponibilizadas a ele se o técnico der o aval para uma nova fase de negociações. Nesse meio tempo, Rueda pediu ao departamento de inteligência para ajudar na elaboração de um projeto minucioso para o argentino.

Marcelo Bielsa está livre no mercado desde fevereiro, quando foi demitido do Leeds United (ING) após quatro temporadas. Ele recebeu sondagens recentes e esteve perto de assumir o Athletic Bilbao (ESP). No Santos ou não, o argentino só trabalhará em 2023 e quer acompanhar com calma a Copa do Mundo.

Marcelo Bielsa, técnico que inspirou nomes como Pep Guardiola e Jorge Sampaoli, é um adepto do futebol ofensivo acima de tudo, com troca incessante de passes e pressão no campo rival.

O sonho do Santos dirigiu as seleções da Argentina e Chile e também passou por Lille e Olympique, na França, na Lazio, da Itália, nos mexicanos Atlas e América, no Athletic, da Espanha, e Newell's Old Boys e Vélez Sarsfield, na Argentina.

ALTERNATIVA ARGENTINA

Enquanto sonha com "El Loco", o Santos deixa Mauricio Pellegrino, ex-Vélez Sarsfield, em compasso de espera. O clube fez uma reunião com o argentino há mais de uma semana.

Depois desse contato inicial para conhecer mais sobre o trabalho de Pellegrino, o Santos perguntou nos últimos dias quais seriam as condições contratuais do treinador de 50 anos. Desde então, não houve novo contato.

Pessoas próximas a Andres Rueda estão animadas com a possibilidade de Bielsa, mas pedem para o presidente do Santos estipular um limite para essa negociação.

Para tê-lo em 2023, o Peixe teria de manter o interino Orlando Ribeiro até o fim do Campeonato Brasileiro e não contratar um novo diretor de futebol, já que o argentino tomaria conta do departamento.

Há no clube quem se preocupe com o momento atual, e não apenas com a próxima temporada. O Santos está na 11ª colocação do Brasileirão, com 34 pontos, e a seis pontos da zona do rebaixamento.

Por não ter uma situação tão tranquila na tabela, alguns dos dirigentes pedem para o presidente estipular uma data-limite a Bielsa.

Se o argentino não aceitar a proposta para assumir o Santos em 2023, o clube precisaria correr para trazer um dirigente. Nas últimas semanas, Andres Rueda passou a acumular os papéis de presidente e executivo de futebol. A ideia foi revista após o técnico Lisca se demitir.

O Santos já teve seis técnicos durante a gestão de Rueda: Cuca, Ariel Holan, Fernando Diniz, Fabio Carille, Fabián Bustos e Lisca. O presidente cansou da mesmice e buscou o "hermano" como "unanimidade" após erros nas escolhas dos treinadores.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir