Cidadeverde.com
Esporte

Fluminense domina, goleia Juventude no Maracanã e retoma segunda colocação

Imprimir

O Fluminense venceu o Juventude com autoridade, no Maracanã, na noite desta quarta-feira (28). O triunfo por 4 a 0 foi construído com gols de Cano, Samuel Xavier, no primeiro tempo, Arias e Michel Araújo.

Foto - Marcelo Gonçalves - Fluminense FC

Com o resultado, o time tricolor chegou a 49 pontos -o Internacional, com 48, entra em campo ainda nesta noite, contra o Red Bull Bragantino. Já a equipe de Caxias do Sul vê o drama na competição aumentar, permanecendo com 19 pontos, na lanterna.

Na próxima rodada, o time do técnico Fernando Diniz enfrenta o Atlético-MG, no Mineirão, enquanto o Juventude vai medir forças com o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

Na partida desta noite, o Fluminense fez a estreia do terceiro uniforme, lançado recentemente. O clube e a Betano, patrocinadora master, fizeram uma ação pelo pelo Dia Internacional da Linguagem de Sinais, celebrado no último dia 23. A logo da empresa foi escrita na camisa no alfabeto de sinais.

Com desfalques na zaga e na lateral esquerda, o técnico Fernando Diniz se viu obrigado a fazer mudanças, e optou por Felipe Melo ao lado de Nino e Cristiano na ala. 

A equipe tricolor teve mais posse, mas, no início da partida, encontrou algumas dificuldades. Aos poucos, porém, achou espaços e conseguiu construir vantagem ainda no primeiro tempo.

No segundo tempo, o time tricolor manteve o ritmo, com boa marcação e troca de passes. E assim ampliou o placar pouco após o intervalo, tendo tranquilidade para o restando do jogo.

Diniz ainda fez alterações e até mesmo observou André na zaga. Nos minutos finais, Michel Araújo deu números finais à goleada.

O Juventude, desenhado no 3-5-2, buscou implementar uma marcação no meio de campo para pressionar o Fluminense. Nos primeiros minutos, conseguiu criar algumas barreiras, mas que não durou muito.

Após o clube tricolor abrir o placar, a equipe de Caxias do Sul se mostrou abatida e, quando foi ao ataque, não deu muito trabalho ao goleiro Fábio.

Umberto Louzer até tentou fazer o time avançar em busca do empate, mas a resposta não foi positiva. A equipe, então, mudou a estrutura para o restante da partida, visando aparar arestas e diminuir prejuízos. Houve até um momento em que mudou o ritmo, mas cochilou no fim e viu o adversário ampliar.

O Fluminense abriu com Cano. Após cruzamento da esquerda, Jadson cortou parcialmente e o argentino bateu de primeira. A bola desviou na zaga e foi parar na rede.

O time das Laranjeiras ampliou a vantagem com Samuel Xavier, que, de cabeça, aproveitou cruzamento de Arias e fez o segundo. Na comemoração, fez a cambalhota e cumpriu a promessa feita ao filho.

No retorno do intervalo, Fluminense e Juventude repetiam o cenário que vinha sendo apresentado na partida. O time tricolor, porém, tratou de logo balançar a rede novamente. Em troca de passes, Martinelli acionou Arias, que dominou na área e bateu cruzado.

Pouco após o gol, Nino saiu para a entrada de David Duarte no Fluminense. No lado do Juventude, houve substituições que mudaram a estrutura da equipe, e o goleiro Pegorari teve de deixar o gramado após sofrer um corte na boca em um choque com Jadson.

Segundo informação do Premiere, o camisa 1 teve de receber quatro pontos.

Nos minutos finais, Michel Araújo foi acionado e entrou na vaga de Arias. Pouco depois, recebeu de Nathan, avançou, bateu na saída de César e saiu para comemorar.

O Juventude terminou a partida com um jogador a menos. Nogueira sentiu e deixou o gramado, mas a equipe já havia feito todas as substituições possíveis.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir