Cidadeverde.com
Esporte

Grêmio perde do Sampaio Corrêa e não pode mais ser campeão da Serie B

Imprimir

O Sampaio Corrêa venceu o Grêmio por 2 a 1, nesta sexta-feira (30), no estádio Castelão, em São Luís (MA), pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Foto - Ronald Felipe - Sampaio Corrêa FC

Gabriel Poveda e Rafael Vila marcaram os gols dos donos da casa. Elkeson fez o gol dos visitantes. O resultado acabou com a chance de título dos gaúchos.

A vitória do Bolívia Querida fez a equipe chegar aos 45 pontos e ficar apenas quatro atrás do Vasco, quarto colocado e último na linha de acesso.

O time gaúcho parou com 53 pontos, chega no máximo a 71 pontos até o fim da segunda divisão, mas não pode passar o líder Cruzeiro, que já tem 71, graças ao número de vitórias.

O Sampaio Corrêa joga na próxima segunda-feira (3), contra a Ponte Preta, em casa. Já o Grêmio terá pela frente o CSA, terça-feira (4), na Arena.

O Sampaio Corrêa saiu na frente, mas o Grêmio tinha empatado logo em seguida. Porém, o árbitro Rafael Traci anulou o gol de Elkeson com auxílio do VAR.

No lance, o atacante gremista acertou com o braço o rosto de Pará, lateral esquerdo do time do Maranhão, que teve um corte no rosto e precisou ser substituído. Além disso, a bola ainda bateu no braço do atacante da equipe do Sul.

O JOGO DO SAMPAIO

O Sampaio Corrêa pautou suas ações por uma defesa firme, com vários jogadores na frente da área. Uma vez com a bola, a tática era lançar para os atacantes que jogam pelos lados ou meio-campistas ofensivos procurarem espaços às costas da zaga gremista. 

Deu certo logo no primeiro tempo, quando um lançamento do goleiro Luiz Daniel encontrou Rafael Vila completamente livre para correr até a meta de Brenno e colocar na rede. No segundo tempo, o Bolívia Querida repetiu expediente e ampliou a vantagem.

O JOGO DO GRÊMIO

O Grêmio teve posse de bola, mas não encontrou os caminhos que levassem ao gol muitas vezes. Com vários jogadores buscando posicionamentos centrais, o time gaúcho acumulava atletas em espaços semelhantes do campo e não conseguia penetrar na defesa adversária. 

Na ânsia de atacar, adiantou sua equipe ao máximo e sofreu com contra-ataques. Os comandados de Renato Gaúcho ainda repetiram erros de passe e tiveram seus melhores momentos em cruzamentos para área.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir