Cidadeverde.com
Últimas

Lojistas do Piauí esperam aumento de 10% nas vendas do Dia das Crianças

Imprimir


O Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro, traz aos empreendedores mais um impulso para a retomada da economia local e as vitrines das lojas já apontam a chegada da terceira data mais movimentada do varejo. A expectativa este ano, de acordo com o Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas/PI), é que o comércio local atinja melhores vendas nesta data comemorativa com um crescimento de 10%. 

Segundo o presidente do Sindicato, Tertulino Passos, os pais já começaram a pesquisar preços e o tipo de presente ideal para os filhos. 

"Todas as lojas que vendem produtos voltados para o público infantil, como brinquedos, confecções, calçados já estão com boa movimentação desde a semana passada e vem se intensificando ainda mais esta semana. Então até o dia 12 de outubro nossa expectativa é receber um grande número de pessoas e, consequentemente, fazer bons negócios”, afirmou. 

Para fazer boas vendas, os lojistas estão apostando em algumas estratégias para atrair os consumidores, como facilidade de pagamento, decoração da loja, lançamento de produtos, kits promocionais, e o tradicional desconto no total das compras. 

 

FUNCIONAMENTO DO CENTRO COMERCIAL

Na próxima quarta-feira (12), as lojas do Centro e dos bairros estarão abertas normalmente, atendendo clientes que deixaram  para garantir o presente dos pequenos na última hora. Os shoppings centers contam com horários de funcionamento específicos que podem ser conferidos em seus respectivos meios de comunicação.

"O Dia das Crianças é uma data muito importante para o comércio, porque engloba muitos tipos de produtos e a expectativa de vendas aumenta para o último trimestre do ano com a proximidade também do Black Friday, Copa do Mundo e Natal. Nosso comércio possui uma grande diversidade de lojas dos mais variados segmentos, então se você vai presentear busque algum estabelecimento local, as lojas estarão abertas no feriado aguardando todos os clientes", destacou Leonardo Viana, vice-presidente do sindicato. 

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir