Cidadeverde.com
Esporte

Sob chuva, Max Verstappen vence GP do Japão e é bicampeão de Fórmula 1

Imprimir

Max Verstappen, da Red Bull, é bicampeão da Fórmula 1. O holandês venceu o GP do Japão, neste domingo, no circuito de Suzuka, seguido pelo mexicano Sergio Pérez, seu companheiro de equipe, ficou em segundo, seguido pelo monegasco Charles Leclerc, da Ferrari.

A decisão estava indo para o GP dos Estados Unidos no dia 23, mas na última curva na última volta, Leclerc, que estava em segundo, errou, mas voltou na frente de Pérez. O piloto da Ferrari acabou punido com cinco segundos em seu tempo, o que levou Verstappen ao título.

Verstappen, de 24 anos, soma 32 vitórias, 12 nesta temporada, alcançou os 366 pontos, contra 253 de Pérez e 252 de Leclerc.

Ainda restam quatro etapas para o fim da temporada: GP dos Estados Unidos (dia 23), GP do México (dia 30), GP do Brasil (13 de novembro) e GP de Abu Dabi (dia 20 de novembro).

Como foi previsto pela previsão do tempo, a largada foi realizada debaixo de forte chuva. Leclerc, em segundo no grid, chegou a liderar por alguns metros, mas Verstappen insistiu e recuperou a ponta na curva 3.

Com a pista muito molhada e um grande spray formado pelos carros, os acidentes foram se enumerado na parte de trás do pelotão. Sainz rodou sozinho e forçou a entrada do safety car. 

Zhou, Albon e Gasly também rodaram e a organização resolveu colocar o safety car em ação e na sequência deu bandeira vermelha paralisando a corrida na terceira volta, com Verstappen, Leclerc, Pérez, Ocon, Hamilton e Alonso nas seis primeiras colocações.

Todos os carros foram para os boxes e os pilotos se reuniram com o pessoas das equipes para analisaras condições climáticas e o que poderia ser feito nos automóveis.

Já o público de 155 mil espectadores presentes em Suzuka continuou lotando as arquibancadas, apesar do aumento da intensidade da chuva.

Após 2h15, os carros voltaram à pista atrás do safety car. Com três voltas foi dada a relargada com a previsão de 40 minutos de prova. Uma volta depois os carros começaram a parar para trocar o pneu de chuça elo intermediário. 

Alonso, Ricciardo e Mick Schumacher ficaram com as primeiras colocações por uma volta, mas logo Verstappen, Leclerc e Pérez retomaram a liderança.

Sem disputa nas primeiras colocações, as atenções ficaram para o desempenho de Russell, com a Mercedes, com belas ultrapassagens sobre Tsunoda, Norris e Latifi, chegando à oitava colocação. Hamilton não teve potência, principalmente nas retas, e não conseguiu superar a Alpine de Ocon, o quarto colocado.

Restando menos de sete minutos para o encerramento da prova, Pérez encostou em Leclerc na briga pelo segundo lugar na prova e no campeonato. Verstappen, com 16 segundos de vantagem, não tinha rival na corrida.

Na última curva, Leclerc errou e passou direto, mas conseguiu ficar à frente de Pérez, mas acabou punido e perdeu a segunda colocação para o mexicano.

Confira o resultado do GP do Japão:

1º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), em 3h01min44s004, 28 voltas

2º - Sergio Pérez (MEX/Red Bull), a 27s066

3º - Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 31s763

4º - Esteban Ocon (FRA/Alpine), 39,685

5º - Lewis Hamilton (GBR/Mercedes), 40s326

6º - Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin), 46s358

7º - Fernando Alonso (ESP/Alpine), 46s369

8º - George Rusell (GBR/Mercedes), 47s661

9º - Nicholas Latifi (CAN/Williams), 1min10s143

10º - Lando Norris (GBR/McLaren), 1min10s782

11º - Daniel Ricciardo (AUS/Mclaren), 1min12s877

12º - Lance Stroll (CAN/Aston Martin), 1min13s904

13º - Yuki Tsunoda (JAP/Alphatauri), 1min15s599

14º - Kevin Magnussen (DIN/Haas), 1min26s016

15º - Valtteri Bottas ((FIN/Alfa Romeo), 1min26s496

16º - Zhou Guanyu (CHN)/Alfa Romeo), 1min27s043

17º - Pierre Gasly (FRA/Alphatauri), 1min28s091

18º - Mick Schumacher (ALE/Haas), 1min32s523

Não completaram a prova: Carlos Sainz (ESP/Ferrari) e Alexander Albon (TAI/Williams).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir