Cidadeverde.com
Esporte

Cristiano Ronaldo é defendido pela irmã após abandonar jogo: 'Foi desrespeitado'

Imprimir

Elma Aveiro, irmã de Cristiano Ronaldo, fez uma publicação nas redes sociais para apoiar o craque português, novamente envolvido em polêmica no Manchester United, após abandonar o banco de reservas antes do fim da partida contra o Tottenham, na quarta-feira.

No Instagram, Elma escreveu que o irmão está sendo desrespeitado.

"Bom dia. Meu grande herói e amor da minha vida, hei de estar contigo até que a morte nos separe. A lei do retorno existe, e muita coisa eu vou ver, principalmente o desrespeito", escreveu a portuguesa de 49 anos. "Não faças o que não queres que te faça, eu hei de ver. Deus não dorme", concluiu.

O United venceu o Tottenham por 2 a 0, no Old Trafford, em jogo no qual Ronaldo começou entre os reservas e não foi acionado em nenhum momento pelo treinador Erik Ten Hag.

Quando o cronômetro marcava 44 minutos do segundo tempo, o camisa 7 se levantou do banco e caminhou rumo ao túnel que dá acesso aos vestiários.

Em entrevista após o jogo, Ten Hag disse que focaria em comemorar a importante vitória e que trataria do tema polêmico apenas no dia seguinte. Imagens divulgadas pela imprensa britânica mostram o craque português chegando no CT do clube inglês nesta quinta-feira.

Cristiano Ronaldo tem vivido uma série de episódios conturbados desde o fim da temporada passada. Muito se especulou sobre sua vontade trocar o United por um clube que disputasse a Liga dos Campeões. No fim das contas, ficou em Manchester, mas se reapresentou dias depois que o restante do elenco.

Desde o início da atual temporada, tem ficado no banco de reservas em jogos do Campeonato Inglês, tanto que foi titular apenas duas vezes. Na disputa da Liga Europa, contudo, começou jogando os quatro jogos disputados pelo Manchester United até agora.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir