Cidadeverde.com
Entretenimento

Brady descarta aposentadoria em meio a temporada da NFL e rumor de divórcio

Imprimir

Foto: Reprodução/Video

Tom Brady, quarterback de 45 anos do Tampa Bay Buccaneers, descartou a possibilidade de se aposentar durante a atual temporada da NFL. A declaração do veterano também acontece em meio a rumores de seu divórcio da modelo brasileira Gisele Bündchen.

"Sem aposentadoria no meu futuro", afirmou Brady, bem-humorado, em coletiva de imprensa. Ele foi questionado se estava considerando pendurar as chuteiras nesse início de temporada regular da liga.

O lendário jogador já chegou a se aposentar uma vez, no início deste ano. No entanto, ele voltou atrás cerca de 40 dias depois do anúncio e deu início à sua 23ª temporada na NFL.

O retorno de Brady aos gramados tem sido apontado como o principal motivo na suposta crise de seu relacionamento com Gisele. Nos últimos meses, inclusive, intensificaram-se os rumores sobre um possível início do divórcio entre eles. O casal está junto desde 2009 e possui dois filhos.

Segundo a imprensa norte-americana, a modelo brasileira estaria incomodada com a ausência constante do companheiro. A rotina competitiva e o compromisso com o calendário da competição reduzem o tempo que o quarterback pode passar com sua família. A situação ainda teria piorado depois da desistência da aposentadoria.

Após seis rodadas da temporada regular, os Buccs estão liderando a divisão Sul da NFC, com três vitórias e três derrotas. A relação entre a franquia e Brady está em seu terceiro ano e já rendeu a ambos um anel do Super Bowl.

OUTRA DECLARAÇÃO

Brady aproveitou a oportunidade para se retratar pelo comentário em que comparou as temporadas da NFL ao serviço militar para reforçar o quanto ele se entrega ao esporte. "Eu quase vejo uma temporada de futebol americano como se você estivesse indo para o serviço militar. E é como: 'Cara, aqui vou eu de novo'", disse o jogador, no podcast Let's Go.

Após a repercussão da fala, Brady fez um mea-culpa dizendo que foi uma "má escolha de palavras" e que estava arrependido. "Tenho uma tremenda gratidão por todos que serviram. No final, [nós atletas] jogamos um jogo e os militares estão defendendo nosso país. São duas coisas diferentes e eu não deveria ter feito a comparação", afirmou, de acordo com a 'TMZ'.

 

Fonte: Folhapress 

Imprimir