Cidadeverde.com
Esporte

Vasco vence Criciúma de virada, segue invicto em casa e fica perto do acesso

Imprimir

O Vasco não fez uma boa partida, mas foi empurrado pela torcida, mantendo sua invencibilidade em casa e, de quebra, ficando muito perto do acesso na Série B do Campeonato Brasileiro. 

Foto - Daniel Ramalho - Vasco

Na tarde deste sábado, recebeu o Criciúma, em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), e venceu por 2 a 1, de virada, pela 36ª rodada. Hygor abriu o placar para os catarinenses no primeiro tempo, mas Nenê e Fábio Gomes, ambos de cabeça, garantiram a vitória carioca.

O resultado deixa o Vasco com 59 pontos, enquanto o Criciúma, que ainda sonhava com o acesso, segue com 52 e caiu para a parte intermediária da tabela.

Esta foi a segunda vitória de virada recente do Vasco, que já havia feito 3 a 2 no Operário, com dois gols no fim, no início do mês. Além disso, o time cruzmaltino mantém-se como único mandante invicto da competição. Agora são 18 jogos, 12 vitórias e seis empates.

A primeira boa oportunidade foi do Vasco. Alex Teixeira, que ganhou a vaga de Nenê, foi acionado na esquerda e cruzou para a área. Eguinaldo desviou de cabeça e a bola foi por cima, com perigo. 

Depois disso, porém, o jogo ficou sem criatividade de ambos os lados. O Criciúma conseguiu assustar um pouco com Lohan, que recebeu na meia-lua e chutou rasteiro, mas Thiago Rodrigues defendeu sem problemas.

Mesmo jogando em casa, o Vasco recuou um pouco e o Criciúma teve liberdade para trocar passes e abriu o placar aos 34 minutos. Hélder recebeu na esquerda e achou Felipe. Este chutou cruzado e a bola chegou até a trave direita, na pequena área. Hygor ganhou de Edimar e só completou para a rede.

Mesmo com entradas de outros jogadores de criação, como Nenê e Palácios, o Vasco não conseguia melhorar suas jogadas na volta para o segundo tempo.

Palácios até levou certo perigo em cobrança de falta, mas a bola foi por cima. O Criciúma respondeu novamente com Hygor, que recebeu de frente para o gol, mas Thiago Rodrigues fez ótima defesa. Depois, o assistente marcou impedimento no lance.

Com o passar do tempo e certa irritação da torcida, o Vasco tentou adiantar o time, mas deixou espaços na defesa. Em um contra-ataque, Hygor saiu na cara do gol, driblou Thiago Rodrigues, mas chutou para fora.

Apesar do susto, o Vasco chegou ao empate aos 28 minutos. Após cruzamento, a bola ficou viva na área e Nenê desviou de cabeça. O goleiro espalmou e Gabriel Pec chutou novamente para a rede, mas o árbitro deu gol para Nenê, pois a bola já tinha entrado.

O gol mudou completamente o clima em São Januário. O Vasco voltou a ter apoio total da torcida e o Criciúma voltou a se lançar ao ataque em busca da vitória. Depois de um susto em chute de Caio Dantas, o Vasco honrou a fama de ser o 'time da virada' e marcou o segundo.

Gabriel Pec cruzou da esquerda e Fábio Gomes subiu alto, cabeceando para o chão para marcar aos 40 minutos.

O Vasco ainda sofreu pressão e, no último lance, Thiago Rodrigues usou os pés para defender chute de Caio Dantas e confirmar a vitória, comemorada como título em São Januário.

Na 37ª e penúltima rodada, o Vasco joga novamente em São Januário, diante do Sampaio Corrêa, na quinta-feira, às 20h. Depois, encerra a temporada contra o Ituano, em Itu (SP). 

O Criciúma entra em campo na sexta-feira, às 21h30, quando visita a Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). O último jogo será diante do Tombense, em Criciúma (SC).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir