Cidadeverde.com
Esporte

Reinaldo marca duas vezes e São Paulo bate o lanterna Juventude em Caxias

Imprimir

Após dois jogos sem vitória no Brasileirão, o São Paulo voltou a vencer ao superar o Juventude, por 2 a 1, neste domingo, em partida da 33ª rodada.

Foto - Rubens Chiri/Saopaulofc.net

O time de Rogério Ceni sofreu para furar a retranca do lanterna do campeonato, mas contou com o brilho de Reinaldo, autor dos gols do time paulista, para sair de Caxias do Sul com os três pontos. 

Capixaba balançou as redes para os donos da casa. Os gaúchos chegaram ao 14º jogo sem vencer e não devem evitar a queda para a Série B.

Com a vitória, o São Paulo chega aos 47 pontos, sobe para a oitava colocação e entra de vez na briga por uma vaga na Libertadores de 2023. Vale lembrar que Flamengo e Athletico-PR decidem a final do torneio continental no próximo sábado, dia 29, em Guayaquil, no Equador. 

Como o time carioca venceu a Copa do Brasil e ambas as equipes estão entre os seis primeiros, o G-6 automaticamente irá virar G-8. O tricolor paulista volta a campo na quinta-feira, quando enfrenta o Atlético-GO no Morumbi, às 19h.

Como era esperado, o São Paulo começou tomando a iniciativa da partida. Jogando novamente com três zagueiros, assim como aconteceu no empate com o Palmeiras, o time paulista colocou praticamente todos os seus jogadores de linha no campo adversário, tentando principalmente achar espaços pelos lados, com Moreira e Reinaldo. 

A equipe comandada por Ceni, no entanto, encontrou dificuldades para furar a congestionada defesa do Juventude. A primeira boa chance veio apenas aos 15 minutos, em cabeçada perigosa de Calleri após lançamento de Rafinha.

A partida seguiu a mesma tônica dos primeiros minutos durante boa parte da etapa inicial. Precisando vencer para evitar a iminente queda para a segundona, o Juventude tentou sair da pressão tricolor escapando rápido pela direita, explorando as costas de Reinaldo e Luizão, e fazendo lançamentos longos para o grandalhão paraguaio Isidro Pitta, mas sem sucesso. 

Sem conseguir furar a retranca jaconera, o São Paulo passou a apostar em bolas aéreas. Aos 35, Moreira foi na linha de fundo e cruzou. A bola passou por toda área e encontrou Reinaldo, que finalizou de peixinho para o fundo das redes.

A alegria do São Paulo durou pouco. Apenas três minutos depois do gol tricolor, a zaga do time paulista afastou mal e Elton encontrou Capixaba livre, em posição legal, na grande área.

O atacante bateu na saída de Felipe Alves e deixou tudo igual no Alfredo Jaconi. Antes do fim do primeiro tempo, Bustos, que substituiu o suspenso Luciano, acertou bonito voleio após cobrança de escanteio, mas a bola acabou indo pela linha de fundo.

Na volta do intervalo, Ceni colocou Galoppo no lugar de Moreira para tentar melhorar a criatividade no meio-campo. A partida reiniciou com o São Paulo novamente atacando e o Juventude sair rápido no contra-ataque, mas em um ritmo mais elétrico. 

Com menos de cinco minutos, Luizão finalizou de fora da área e obrigou Pegorari a fazer boa defesa. Os donos da casa responderam com o atacante Rafinha, que venceu o duelo com Léo e bateu no canto de Felipe Alves, que saltou para salvar a pátria tricolor.

Com as duas equipes abusando dos erros de passe, a solução do São Paulo veio na bola parada. Após cobrança de escanteio, Reinaldo aproveitou a sobra na entrada da área e encheu o pé. A bola ainda desviou na defesa do Juventude antes de estufar a rede do time jaconero, aos 9 minutos. 

O ritmo da partida diminuiu após o gol, e o cenário voltou a ser parecido com o da primeira etapa, sem grande emoção, com os comandados de Ceni trocando passes em busca de espaço, e os donos da casa apostando nos contra-ataques.

Com o time do São Paulo visivelmente desgastado, o que se viu no restante do segundo tempo foi um jogo bastante sonolento, sem nenhum lance de perigo para ambos os lados.

Ceni tentou dar um gás na equipe com as entradas de Marcos Guilherme e Igor Gomes e, antes do apito final, Galoppo acertou bonito voleio, defendido por Pegorari.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir